Espiritualidade

Paciência: O reino de Deus está crescendo em mim

Camila Vilas

Escrito por Camila Vilas

07 FEV 2022 - 15H18 (Atualizada em 09 FEV 2023 - 11H01)

shutterstock

Faz um tempo, resolvi plantar uma horta na minha casa. Fui ao mercado, comprei algumas sementes, terra e vasos. Uma tarefa simples, certo? No começo sim, mas confesso que me custou tempo e paciência. Os dias passavam e passavam e, aparentemente, nenhuma semente crescia. Eu estava prestes a desistir da ideia de ter ervas frescas em minha casa, até que um dia elas começaram a florescer. E elas cresceram em silêncio, sem que eu percebesse.

Fiquei pensando como algo tão simples pode nos ensinar tanto e como estamos acostumados a não saber esperar, querendo controlar tudo. Este tempo cheio de incertezas que estamos vivendo, tem nos mostrado como queremos ter resultados imediatos. Não sabemos esperar e prescindimos de uma virtude essencial na vida cristã: a paciência, pois assim como a semente cresce sem que percebamos, o reino de Deus cresce de forma silenciosa em nós, pela ação da graça.

Leia MaisCultivar a esperança: missão do cristão em tempos de incertezasSanta Bakhita: A Santa da Esperança cristãA necessidade de ser paciente

Olhando para a minha pequena horta hoje, tenho a certeza de que é preciso ser paciente. Sim! queremos florescer rapidamente, queremos, na fugacidade deste mundo, semear em um dia e colher no outro. Prescindimos da virtude da paciência, que nos leva a colocar tudo nas mãos de Deus, especialmente aquilo que não vemos.

Quantas vezes perdemos a esperança em situações nas quais não podemos interferir? Ou, Quantas vezes queremos resolver tudo de uma hora pra outra? Quando agimos assim, esquecemos que a vida divina vai crescendo em nós, com a delicadeza e a profundidade que vêm do amor eterno de Deus.

A nossa relação com Deus se constrói de uma forma constante e duradoura. Não é como uma comida feita em cinco minutos em um micro-ondas, e sim um doce que leva horas e horas para chegar no ponto certo.

Shutterstock
Shutterstock

A semente de mostarda

Quem já viu uma semente de mostarda sabe o quão pequena ela é, e não imagina que quando germina e cresce, pode atingir até dois metros de altura! Assim também é a nossa semente, pequena, frágil, mas se for lançada ao solo sob os cuidados das mãos amorosas de Deus, pode atingir grandes alturas.

Portanto, não tenhamos medo. Deus é um jardineiro fiel. Nunca nos deixa. Seu amor é silencioso, misterioso, mas sempre incondicional e constante. Assim, diante da incerteza destes tempos que vivemos e da nossa frágil existência, devemos esperar com paciência e esperança.

O Papa Bento XVI, no Angelus de 17 de junho de 2012, refletindo sobre o grão de mostarda, nos diz algo muito bonito:

"Nossa pequena força, aparentemente impotente diante dos problemas do mundo, se entra na de Deus, não mede aos obstáculos, porque a vitória do Senhor é certa. É o milagre do amor de Deus, que faz germinar todas as sementes e faz crescer cada uma delas. E a experiência desse milagre de amor nos torna otimistas, apesar das dificuldades, dos sofrimentos e do mal que encontramos. A semente brota e cresce, porque o amor de Deus a faz crescer”.

Que possamos sempre colocar nossa vida nas mãos amorosas de Deus, para que Ele nos faça crescer e dar bons frutos!

Escrito por
Camila Vilas
Camila Vilas

Jornalista, musicista e leiga consagrada da Fraternidade Mariana da Reconciliação, cuja sede no Brasil fica em Niterói – RJ. Realizou diversos trabalhos missionários no Peru, Colômbia e Equador.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...