Por Polyana Gonzaga Em Igreja

Pastoral da Criança: Visita domiciliar como prática de ação integral à saúde

A visita domiciliar é considerada a principal atividade do líder da Pastoral da Criança, organismo de ação social da CNBB de atuação nacional, cujo objetivo é promover ações para o desenvolvimento integral das crianças.

Pastoral da Criança
Pastoral da Criança
Voluntários a Pastoral da Criança visitam famílias mensalmente.


O líder, que realiza este trabalho voluntariamente, acompanha crianças desde o ventre materno até os seis anos, levando orientações de saúde, nutrição, educação e cidadania para as famílias.

Em entrevista ao A12, o coordenador Internacional da Pastoral da Criança, Dr. Nelson Arns Neumann afirmou que visita domiciliar é o contato mais próximo entre o líder da Pastoral da Criança e as famílias que acompanha.

:: Projeto da Pastoral da Criança incentiva brincadeiras coletivas e ao ar livre

“Nas visitas, o líder tem a possibilidade de conhecer a família e partilhar conhecimentos e experiências sobre saúde, nutrição, higiene, cidadania, prevenção de doenças e muito mais, de acordo com a faixa etária de cada criança e a fase de gestação de cada gestante”, afirmou.

Papel do líder

Ainda de acordo com Dr. Nelson Arns, durante a visita é possível conversar sem pressa com a gestante, conhecê-la melhor, saber de seus medos e expectativas, se seus familiares a apoiam, o que ela já tem de conhecimento sobre a maternidade e no que ainda precisa de orientação.

:: Voluntariado: desafio e missão na Pastoral da Criança

:: Pastoral da Criança realiza acompanhamento nutricional personalizado

‘A conversa com os pais, avós ou outras pessoas que sejam ‘cuidadorasdas crianças, revela o modo de criação, o tipo de alimentação, que direitos e deveres a família conhece, entre outros assuntos que vão surgindo com o passar do tempo. E da observação e da interação com a própria criança, vêm as informações sobre o jeito de ser, linguagem, movimentação, relação com quem está ao redor, os indicadores de oportunidades e conquistas. Dessa forma, a cada mês, o voluntário e a família também fortalecem laços de confiança e amizade”.

Capacitação das Lideranças

Arns explicou que a Pastoral da Criança se organiza por comunidade, ramo, setor, estado e país, tendo equipes de coordenação e conselhos em cada um deles, com normas e estruturação determinadas pelo Regimento Interno, aprovado pela Assembleia Geral. Cada líder recebe uma capacitação completa através do Guia do Líder. Essa capacitação vem de pessoas treinadas pela Pastoral da Criança para passar o conteúdo corretamente.

App Visita Domiciliar

A Pastoral criou o APP Visita para auxiliar o líder a levar ainda mais informações para as famílias acompanhadas durante a Visita Domiciliar. Baseado nas perguntas do Caderno do Líder, o app pode ser usado em celulares e tablets e permite cadastrar cada criança ou gestante acompanhada, além de apresentar orientações e conteúdos específicos para a faixa etária ou semana de gestação.

:: Pastoral da Criança ressalta importância do aleitamento materno

Além das perguntas da Folha de Acompanhamento e Avaliação Mensal das Ações Básicas de Saúde e Educação na Comunidade (FABs), que ajudam a realizar a visita com mais qualidade, no aplicativo é possível acessar, sem a necessidade de internet, conteúdos do Guia do Líder e orientações adicionais sobre os assuntos que devem ser abordados em cada visita.

“Por exemplo, se a visita é para o pequeno Felipe, de 2 meses, além das orientações relacionadas à idade dele, será possível ter em mãos assuntos importantes para serem conversados com os pais, pontos de atenção e conteúdos pensados para ajudar o líder a orientar as famílias em cada uma das visitas”, concluiu Dr. Nelson Arns.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.