Por Pe. Leo Pessini Em Igreja

Teologia Moral no Brasil: um perfil histórico

 

Teologia Moral no Brasil: um perfil histórico

Teologia Moral no Brasil: um perfil histórico”, é o título de uma importante obra recém-lançada no Brasil (Editora Santuário, Aparecida, 2015, 365 pgs.) no 39º. Congresso Brasileiro de Teologia Moral (São Paulo, 32/08-3/09/2015) de autoria de Ricardo Hoepers, Doutor em Teologia Moral e Presbítero da Arquidiocese de Curitiba.

São exatamente 39 anos ininterruptos, que teólogos da moral, se encontram anualmente num congresso, sempre abordando questões de fundamentação e atualidade no âmbito da Teologia Moral (doravante TM). Neste ano ao Temática abordado foi sobre os “Fundamentos da Teologia Moral na atualidade: desafios e perspectivas no ensino da Teologia Moral

Voltemos à publicação que se constitui num marco da história da TM, na ótica da Sociedade Brasileira de Teologia Moral, da qual acabo de deixar a Presidência, após seis anos de serviço (D2010-2015). Esta obra é fruto de sua tese doutoral em Teologia Moral que o autor defendeu no Alfonsianum em Roma (2014). Ela recolhe com competência teológica e criatividade científica, a evolução histórica da Teologia Moral no Brasil a partir de 1977, na ótica de sua organização propulsora, a Sociedade Brasileira de Teologia Moral (SBTM).

Sempre em sintonia com o contexto eclesial mundial (pós-Vaticano II – 1962-1965), Latino Americano (Conferência do CELAM de Medellín em 1968, e Puebla em 1979) e brasileiro (contexto sócio-político-cultural e eclesial - CNBB), analiticamente abrangem-se 35 anos de caminhada histórica, numa delimitação metodológica precisa. Os Protagonistas e mediadores deste processo, congressos, eventos e temáticas são minuciosamente decodificados, escrutinizados, analisados e organizados em três fases, e com uma 4ª. Fase em andamento, com destaques introdutórios de temáticas específicas contemporâneas da Teologia Moral (doravante TM), que demandarão posteriores esforços de pesquisa. Temos assim delineado a arquitetura estética deste livro com as seguintes fases históricas identificadas: Fase I (1977-1987); fase II (1988-1998); fase III (1999-2011) e fase IV em andamento (2012…).

O conteúdo temático da presente obra apresenta-se metodológica e didaticamente desenvolvido em 4 partes a Saber: Parte I: O processo de renovação da TM; parte II: A sociedade brasileira de Teologia (SBTM); Parte III: Os referenciais da TM no Brasil de 1977-2011 sob o enfoque da SBTM. Nesta parte inserem-se as fases anteriormente mencionadas; Parte IV: O rosto da TM no Brasil a partir dos referenciais da SBTM, com quatro momentos chaves a saber: 1) TM transitivo-crítica: um salto qualitativo; 2) TM da imersão: eixos teológico-morais; 3) TM da emersão: a emergência da realidade; e, introdução a 4ª. Fase a partir de 2012.

Podemos nos perguntar, que papel desempenhou a SBTM agiu como protagonista ao longo destas quatro décadas de história. Para responder a esta importante interrogação, nada melhor do que ouvir o nosso autor, agora Doutor em TM, Ricardo Hoepers, quando afirma:

“A SBTM esteve atenta à tensão da realidade ao seu redor e deixou-se interpelar (VER); refletiu e elaborou conteúdos que tiveram significado a partir da Revelação, da razão e da práxis popular (JULGAR); interagiu com a realidade, confrontando-a com os valores cristãos e buscou a transformação da consciência pessoal e social como testemunho coerente com o Evangelho de Jesus Cristo (AGIR) ” (p.430).

Desde o seu nascedouro a SBTM sempre investiu em termos de conscientização crítica. Bruce Jennings, notável bioeticista norte-americano e que é o editor-chefe da mais recente edição da Enciclopédia de Bioética, 4ª. Edição, que veio a luz em meados de 2014, afirma que: “Se a bioética não for crítica, ela pode ser torna apologética ou ideológica”. Parafraseando Jennings, podemos também dizer que “se a TM não for crítica, ela pode ser tornar apologética ou ideológica. É neste sentido que o nosso autor afirma que:

“Desde seu início, a SBTM já se preocupava em investir num processo de conscientização que ajudasse no discernimento diante do poder e das forças ideológicas que alienam o homem, corrompem seus bons propósitos e o desviam do projeto de felicidade desejado por Deus. Esse processo de conscientização se tornou o fio condutor no caminho de uma Teologia Moral que se pretendia libertadora. De fato, o tema é constante em todas as fases e pode ser amadurecido através das reflexões dos mediadores elevando-a ao status de primeira grandeza na reflexão moral” (p.436).

Quem desejar adentrar no campo da TM do Brasil, mas mesmo quem já milita nesta área ao longo dos anos, doravante terá que ter em mãos este texto. Esta obra preenche um vazio até certo ponto incompreensível dos 40 anos da história da TM brasileira. Sem dúvida trata-se de uma importante conquista da SBTM, o surgimento desta obra

Encerro breves comentários a respeito desta importante publicação para todos os que se preocupam e ensinam teologia moral em nosso país, afirmando que esta obra é um encontro de uma riqueza surpreendente com a TM do Brasil. Coloca à luz do dia, temáticas e conteúdos morais que estavam guardados, escondidos ou talvez quase perdidos no subterrâneo de nossas bibliotecas e que quase cheiravam clandestinidade. Agora não mais, o resgate deste percurso histórico, esta história agora ganha cidadania! Belíssimo serviço prestado à causa da TM no Brasil.

 assinatura padre leo pessini

 

Escrito por
Pe. Léo Pessini Currículo - Aquivo Pessoal
Pe. Leo Pessini

Professor, Pós doutorado em Bioética no Instituto de Bioética James Drane, da Universidade de Edinboro, Pensilvânia, USA, 2013-2014. Conferencista internacional com inúmeras obras publicadas no Brasil e no exterior. É religioso camiliano e atual Superior Geral dos Camilianos.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.