Por Redação A12 Em Evangelhos Atualizada em 19 ABR 2018 - 09H33

Evangelho em Libras | 4º Domingo da Páscoa – Ano B


Reflexão: Padre Marcelo Magalhães - C.Ss.R
Intérprete: Kiara Maria Socuta Quintanilha


Naquele tempo, disse Jesus: “Eu sou o bom Pastor. O bom pastor dá a vida por suas ovelhas. O mercenário, que não é pastor e não é dono das ovelhas, vê o lobo chegar, abandona as ovelhas e foge, e o lobo as ataca e dispersa. Pois ele é apenas um mercenário que não se importa com as ovelhas. 
Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o pai me conhece e eu conheço o pai. Eu dou minha vida pelas ovelhas. 
Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil: também a elas devo conduzir; elas escutarão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. É por isso que o pai me ama, porque dou a minha vida, para depois recebê-la novamente. Ninguém tira a minha vida, eu a dou por mim mesmo; tenho poder de entregá-la e tenho poder de recebê-la novamente; essa é a ordem que recebi do meu pai”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Reflexão 
O quarto domingo da páscoa é conhecido também como o domingo do bom pastor. Nesta liturgia, somos também convidados a avaliar nossa ação pastoral na igreja e ver se estamos sendo realmente bons pastores, continuadores do amor de Cristo pastor na vida das pessoas. No evangelho Jesus se apresenta como o bom pastor e a primeira característica do bom pastor é de dar a vida pelas suas ovelhas e Jesus deu a vida por nós. Por isso, seguir a Cristo é ser capaz de também dar a vida pelos outros. O bom pastor arrisca sua vida para salvar a vida das ovelhas, coisa que o mercenário não faz, pois o mercenário quer apenas lucrar com a vida da ovelha, ele não tem amor ao rebanho, por isso, ao ver o perigo se aproximar, abandona as ovelhas e foge. Mas o bom pastor é aquele que cuida do rebanho, o protege e o conduz. A segunda característica do bom pastor é que ele conhece suas ovelhas e faz sua voz ser conhecida por elas, assim, as ovelhas o seguem, pois confiam que ele as levará para os prados verdejantes, para as águas cristalinas e para a segurança do redil. Há uma identificação entre o pastor e as ovelhas. Assim, no encontro com o Cristo ressuscitado vamos aprendendo a ouvir sua voz e deixar que ele guie nossos passos e na unidade do amor caminhar para que haja um só rebanho fiel à voz de seu único pastor. 



Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Evangelhos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.