Por Redação A12 Em Santo Padre Atualizada em 09 NOV 2018 - 09H45

Igreja terá novos beatos e veneráveis servos de Deus


Shutterstock
Shutterstock

Leia Mais"O diabo entra pelo bolso", diz PapaPapa se emociona com projeto na AmazôniaIntenções do Papa para novembro de 2018O Papa Francisco autorizou a promulgação de decretos sobre algumas beatificações e o reconhecimento das virtudes heróicas de dez Servos de Deus.

O Pontífice confirmou o culto há tempo imemorável (beatificação equipolente) do Servo de Deus Michele Giedrojć, leigo professo da Ordem de Santo Agostinho. Nasceu em Giedrojce, na Lituânia, por volta do ano 1420. Faleceu em Cracóvia, na Polônia, em 4 de maio de 1485.

Beatas duas leigas italianas

Proximamente, serão proclamadas beatas duas leigas italianas. Trata-se da Venerável Serva de Deus Edvige Carboni, que nasceu em Pozzomaggiore (Itália), em 2 de maio de 1880. Faleceu em Roma em 17 de fevereiro de 1952, e da Venerável Serva de Deus Benedetta Bianchi Porro, que nasceu em Dovadola, (Itália), em 8 de agosto de 1936. Morreu em Sirmione del Garda (Itália), em 23 de janeiro de 1964.

Beatos com o reconhecimento do martírio

Onze homens serão proclamados beatos com o reconhecimento do martírio. Trata-se de:

Servo de Deus Angelo Cuartas Cristóbal e seus 8 companheiros, alunos do Seminário de Oviedo, na Espanha. Eles foram mortos por ódio à fé, em Oviedo, de 1934 a 1937;
Servo de Deus Mariano Mullerat i Soldevila, leigo e pai de família que nasceu em Santa Coloma de Queralt, na Espanha, em 24 de março de 1897. Foi morto por ódio à fé em El Pla, perto de Arbeca (Espanha), em 13 de agosto de 1936;
Servo de Deus Giacomo Alfredo Miller, irmão professo do Instituto dos Irmãos das Escolas Cristãs. Nasceu em Stevens Point, nos Estados Unidos, em 21 de setembro de 1944 e foi morto por ódio à fé, em Huehuetenango, na Guatemala, em 13 de fevereiro de 1982.


Novos Veneráveis Servos de Deus

Com o reconhecimento das virtudes heróicas, a Igreja tem dez novos Veneráveis Servos de Deus.

- Giovanni Jacono, arcebispo titular de Mocisso, bispo emérito de Caltanissetta.

- Alfredo Maria Obviar, primeiro bispo de Lucena, nas Filipinas, e fundador da Congregação as Missionárias Catequistas de Santa Teresa do Menino Jesus.

- Giovanni Ciresola, sacerdote diocesano, fundador da Congregação das Pobres Servas do Preciosíssimo Sangue, Cenáculo da Caridade.

- Luigi Bosio, sacerdote diocesano que nasceu, em Avesa (Itália), em 10 de abril de 1909 e morreu, em Verona (Itália), em 27 de janeiro de 1994.

- Luigi Maria Raineri, clérigo professo da Congregação dos Clérigos Regulares de São Paulo, Barnabitas.

- Raffaella della Passione (no século: Raffaella Veintemilla Villacís), fundadora da Congregação das Agostinianas Filhas do Santíssimo Salvador.

- Maria Antonia di Gesù (no século: Maria Antonia Pereira y Andrade), monja professa da Ordem das Carmelitas Descalças.

- Arcangela Badosa Cuatrecasas, religiosa professa da Congregação das Irmãs da Beata Virgem Maria do Monte Carmelo.

- Maria Addolorata del Sacro Costato (no século Maria Luciani), religiosa professa da Congregação das Irmãs da Paixão de Jesus Cristo.

- Lodovico Coccapani, leigo da Ordem Franciscana Secular.

Fonte: Vatican News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.