Santo Padre

Papa diz que universidade reúne dois universos: do mundo e do homem

“Cada pessoa é um universo, que só Deus conhece plenamente, com um respeito incomparável”

Escrito por Redação A12

09 MAI 2022 - 11H38 (Atualizada em 09 MAI 2022 - 14H55)

Riccardo De Luca/Shutterstock

Nesta segunda-feira (09), o Papa Francisco recebeu professores e estudantes da Universidade de Macerata, no sul da Itália.

Em seu discurso, o Pontífice falou sobre os caminhos que se abrem para cada um durante o período em que frequentam a universidade.

“A universidade é o lugar onde a mente se abre para os horizontes do conhecimento, para os horizontes da vida, do mundo, da história. Naturalmente, isto parte de uma perspectiva precisa do estudo profundo e metódico de uma área temática, mas sempre com uma mente aberta, sempre para um conhecimento integral do mundo e do homem”, ressaltou.

Francisco analisou a mistura de vivências que é possível encontrar em uma universidade, proporcionando mudanças e troca de conhecimentos. Professores e alunos se misturam em meio a histórias, circunstâncias e cenários diferentes.

O estudante que cruza o limiar da universidade e a frequenta por alguns anos, cada um deles é, em si mesmo, um universo. Na universidade se encontram dois universos: o do mundo, do conhecimento, e o do homem; não do homem genérico, que não existe, mas exatamente daquela pessoa, daquele jovem, com a sua história e a sua personalidade, os seus sonhos e as suas qualidades intelectuais, morais e espirituais".

Cada indivíduo tem sua história e sua particularidade, conhece seus princípios, pensamentos e caminhos. O Papa reiterou que “cada pessoa é um universo, que só Deus conhece plenamente, com um respeito incomparável”.

Mencionando São João Newman em sua reflexão, o Santo Padre explicou que é nesse período que o jovem vai formar hábito mental que dura toda uma vida.

Este crescimento humano das pessoas só pode ter um impacto positivo na sociedade. Portanto, investir na formação, nas escolas e nas universidades é o melhor investimento para o futuro de um país. Sabemos disso, muitas vezes ouvimos repetir, mas as decisões nem sempre são tomadas de forma consistente”.

O Pontífice concluiu seu discurso afirmando que o desafio da universidade é envolver dois horizontes diferentes, para que seja possível existir um diálogo saudável e construtivo.

“Este, eu diria, é o desafio da universidade: reunir estes dois horizontes, o do mundo e o pessoal, para que eles possam dialogar, e deste diálogo nasce o crescimento da humanidade”.


Fonte: Vatican News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.