Santo Padre

Papa explica segunda-feira do Anjo

Escrito por Redação A12

05 ABR 2021 - 08H39 (Atualizada em 05 ABR 2021 - 09H21)

Shutterstock papa-francisco (Shutterstock)

O Papa Francisco rezou a oração mariana do Regina Coeli nesta segunda-feira (05), também conhecida como "Segunda-feira do Anjo", dia em que recordamos o encontro do anjo com as mulheres que foram ao túmulo de Jesus.

Para elas, o anjo disse: "Sei que procurais Jesus, o crucificado. Ele não está aqui. Ele ressuscitou". "Esta expressão 'Ele ressuscitou' está além das capacidades humanas", diz o Papa.

Leia MaisQual o significado da Oitava Pascal?As mulheres que foram ao túmulo e o encontraram aberto e vazio, não podiam afirmar: "Ele ressuscitou", mas apenas que o túmulo estava vazio. Que Jesus havia ressuscitado podia dizer somente um anjo, assim como um anjo pode dizer a Maria: "Conceberás e darás à luz um filho [...] e ele será chamado Filho do Altíssimo".

Francisco relembrou que o evangelista Mateus relata "um grande terremoto", pois um anjo do Senhor, de fato, desceu do céu, se aproximou, rolou a pedra e sentou-se sobre elaEssa grande pedra, que deveria ter sido o selo da vitória do mal e da morte, foi colocada sob os pés, tornou-se o banquinho do anjo do Senhor. Todos os planos e defesas dos inimigos e perseguidores de Jesus foram vãos. A imagem do anjo sentado na pedra do sepulcro é a manifestação concreta e visível da vitória de Deus sobre o mal, da vitória de Cristo sobre o príncipe deste mundo, da luz sobre as trevas. O túmulo de Jesus não foi aberto por um fenômeno físico, mas pela intervenção do Senhor.

Segundo o Santo Padre, diante desta intervenção de Deus, há uma dupla reação. A dos guardas, que são incapazes de enfrentar o poder esmagador de Deus e são abalados por um terremoto interior: ficaram atordoados. O poder da Ressurreição derruba aqueles que haviam sido utilizados para garantir a aparente vitória da morte. "A reação das mulheres é bem diferente, pois elas são expressamente convidadas pelo anjo do Senhor a não temerem - "Não tenham medo!' - e a não procurar Jesus no túmulo".

Das palavras do anjo, podemos colher um ensinamento precioso: não nos cansemos jamais de buscar o Cristo ressuscitado, que dá vida em abundância àqueles que o encontram. Encontrar Cristo significa descobrir a paz do coração. As mesmas mulheres do Evangelho, após a angústia inicial, experimentam uma grande alegria em encontrar o Mestre vivo.

"Nesta Páscoa, desejo a todos que façam a mesma experiência espiritual, acolhendo em seus corações, lares e famílias o alegre anúncio da Páscoa: Cristo ressuscitado não morre mais, a morte não tem mais poder sobre Ele", diz o Pontífice.

O Papa também desejou que todos passem estes dias da Oitava da Páscoa com fé, nos quais se prolonga a memória da Ressurreição de Cristo. "Aproveitem todas as boas ocasiões para serem testemunhas da alegria e da paz do Senhor Ressuscitado. Uma Feliz, serena e Santa Páscoa a todos!", concluiu.

Fonte: Vatican News

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Santo Padre

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.