Por Pe. Carlos Alberto Pereira, C.Ss.R. Em Notícias Atualizada em 03 ABR 2019 - 10H06

Arquidiocese de Aparecida receberá Missões Redentoristas em 2017

Ao longo da história de sua presença no Brasil, os Missionários Redentoristas têm se caracterizado como homens da Palavra, sobretudo pela pregação das Santas Missões. Desde que elas foram realizadas pela primeira vez na cidade de Areias (SP) em 1897, até hoje, mais de 2.000 cidades já receberam a graça da pregação desse tempo extraordinário do anúncio da Palavra e da fé. 

Santuário Nacional exterior - Thiago Leon

Missões vão marcar Jubileu dos 300 anos

Chegando o tempo da celebração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora, as Santas Missões voltarão a acontecer em toda a arquidiocese em 2017. Dom Darci Nicioli, então bispo auxiliar na Arquidiocese de Aparecida, com o consentimento de Dom Raymundo Damasceno, arcebispo de Aparecida oficializou no ano passado o pedido para a realização das Santas Missões Redentoristas em toda a arquidiocese com o objetivo de preparar os fiéis espiritualmente para viver e celebrar este momento especial: o Ano Jubilar de Nossa Senhora em vista dos 300 anos do encontro de sua imagem e ainda o grande Jubileu da Misericórdia convocado pelo Papa Francisco.

A partir desta solicitação o Conselho Missionário e a Equipe de Relações Públicas das Missões, em nome da Equipe Missionária, agilizaram encontros com Dom Darci e com o clero da arquidiocese de Aparecida para conhecer melhor a razão da solicitação e o contexto histórico, a história da criação da arquidiocese até chegar aos atuais desafios da evangelização enfrentados pelas paróquias e comunidades.

Segundo Dom Darci, “a missão virá como resposta a algumas necessidades importantes da arquidiocese, destacando o atendimento de lugares onde não há uma presença da Igreja e ajudando no despertar de novas lideranças”. Entre os maiores desafios, o bispo citou "a visita às escolas, como forma de atingir a juventude, a atenção aos casais de segunda união e a superação de uma pastoral meramente de manutenção”. Além disso, as missões serão “uma grande oportunidade para fazer um mapeamento da realidade da Igreja, acentuando uma identidade própria da Arquidiocese, ajudando também a deixá-la mais organizada para o futuro"

Conta-nos a história 

Esta não será a primeira vez que a Arquidiocese de Aparecida receberá a graça das Santas Missões. Dessa larga história destacamos as missões já acontecidas diversas vezes na cidade de Aparecida e nas demais cidades que compõem a Arquidiocese. A cidade de Aparecida, por exemplo, já vivenciou as missões em fevereiro de 1954, em março de 1965, em maio de 1975 e março de 1985. Já em março e abril de 2003 as missões aconteceram simultaneamente nas Paróquias de Nossa Senhora Aparecida e de Santo Afonso, uma vez que nos primeiros anos da década de 1990 a cidade havia sido dividida em 03 paróquias.

No ano de 1985 a missão popular envolveu toda a Arquidiocese de Aparecida preparando as suas comunidades para o Congresso Eucarístico Nacional, que foi celebrado em agosto daquele ano no Santuário Nacional. 

Organização prática

 

"Aos poucos, tudo está sendo preparado para que as Santas Missões seja uma empreitada vitoriosa"

Segundo padre Carlos Alberto, membro da Equipe de Relações Públicas da Equipe Missionária “uma missão de tal envergadura exige muito planejamento e organização”. Para ele, “nas reuniões realizadas com o clero da arquidiocese, mesmo acontecendo algumas transferências previstas para este ano, notou-se o interesse dos padres, decidindo que as visitas às paróquias seriam agilizadas para que se pudesse realizar o seu mapeamento da realidade, pois apesar de serem todas de uma mesma arquidiocese, cada uma possui uma diferente realidade”. Com estas visitas já foi iniciado o processo prático de organização, inclusive com a definição dos locais de celebração e das etapas das missões em cada paróquia.

Os membros do clero de Aparecida destacaram a “importância dessa grande ação missionária, mostrando-se dispostos a se responsabilizarem por ela, como 'alma da missão'”.

Em um encontro realizada com Dom Raymundo Damasceno no início deste ano acertou-se que as Santas Missões 2017 terão um encerramento geral que acontecerá no Santuário Frei Galvão, de Guaratinguetá, como forma de ajudar a criar uma “maior identidade de Igreja na Arquidiocese de Aparecida”, nas palavras do próprio arcebispo.

Através de encontros e reuniões a Equipe de Coordenação Geral desta Missão Provincial na Arquidiocese de Aparecida tem acertados os detalhes práticos para que nada falte nesta grande Ação Missionária que já será iniciada neste ano.

A Arquidiocese de Aparecida está organizada hoje em 18 paróquias, por isso as Santas Missões serão realizadas em cinco etapas, ocupando todo o primeiro semestre de 2017. Aos poucos, tudo está sendo preparado para que as Santas Missões seja uma empreitada vitoriosa, trazendo muitos benefícios ao povo de Deus que forma esta Igreja particular. 

Pe. Carlos Alberto Pereira, C.Ss.R.
Pe. Sebastião dos Reis, C.Ss.R.
Equipe de Coordenação da Missão Provincial 
da Arquidiocese de Aparecida

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Carlos Alberto Pereira, C.Ss.R., em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.