Por Pe. José Inácio Medeiros, C.Ss.R. Em Notícias

Assumir a missão na prática

A paróquia Santo Antonio de Guarulhos vive concretamente o compromisso da missionariedade do cristão. 

Evangelizadoras da missão da visitaçãoNo mês de Santa Terezinha, mês de outubro, refletimos com maior destaque a temática da missão. Conhecido por nós como mês das “missões”, a Igreja procura neste período conscientizar o povo a respeito da sua responsabilidade na missão.

Neste mês é muito comum se realizar campanhas missionárias, encontros, orações e experiências missionárias. Na paróquia Santo Antônio de Pádua, em Guarulhos (SP), o mês está sendo especial, pois a comunidade está vivendo bem concretamente a missão dos cristãos através da Terceira Fase das Santas Missões Redentoristas, que inicia nesta quinta-feira (22) e encerra no dia 1º de novembro. 

Na Igreja, como um todo, se fala muito da necessidade da missão, o que é muito oportuno, porém, é urgente que passemos do discurso à missão de fato. Escritos que nos fundamentam quanto à missão e livros são muitos. Nas homilias e pregações ouvimos sempre “sobre a missão”. Mas, quando de fato os cristãos terão a consciência de que a vocação é própria do seu chamado recebido no batismo? Na Vila Augusta, apesar das misérias e limitações, a comunidade paroquial está se esforçando para fazer a vontade de Deus e evangelizar. E o tempo das Missões Redentoristas e para todos é tempo de missão, tempo de graça, tempo de fazer o Evangelho acontecer. 

Missão nas famílias

Em setembro, desde o dia 22, teve início a segunda fase das missões. Esta é uma das fases mais exigentes, por trabalhar a participação e o compromisso das pessoas. Nesta segunda fase, as famílias que aceitaram o trabalho missionário se reúnem em oração, para reflexão da Palavra de Deus. A proposta é viver a missão em família, em comunidade. Esta etapa é desafiadora, pois aqui se enfrenta o isolamento e o individualismo do nosso mundo atual.

As pessoas querem Deus, porém não querem se envolver com compromissos e continuidade. As famílias estão restritas ao seu espaço, sem comunicação com as outras, apesar de viverem nos mesmos espaços. Nesta fase, os cristãos são chamados à fé e a descobrirem que ser Igreja é “viver em comunidade”. Nas reuniões em família renova-se a fé, mas também se constrói laços de amizade e conhecimento de Deus. Aprofunda-se na leitura da Palavra e se procura ouvir a voz de Deus. Isso é muito é desafiador, pois nem sempre as pessoas querem abrir mão de suas coisas ou de suas preocupações para Deus. Concorremos com o cansaço, correria, trânsito, televisão, shopping, tarefas, passeios, lazeres, dúvida e tantas outras coisas do mundo. Mas, graças a Deus, muita gente tem se aberto e dado testemunho de Deus deste momento que estão vivendo. Viver a missão é viver a parábola do bom semeador na prática (ler Mt 13, 1-9). 

Foto de: arquivo. 

Setor Missionário na paróquia de Guarulhos

Um Setor Missionário.

Tem lugar para todos

No final de outubro, a paróquia viverá duas semanas intensas com os padres e irmãos redentoristas. Eles estarão na paróquia para celebrar e afervorar a fé. Os missionários visitarão os setores que foram formados e ajudarão a paróquia a renovar sua fé. Esta será a terceira fase, marcada pelo seu caráter celebrativo. Haverá muitas celebrações e uma programação especial aberta a todos. Por meio das celebrações, se fará o anúncio da salvação aos irmãos e se renovará a fé dos que estão no caminho. A equipe será formada por quatro missionários e com os padres da paróquia e com o povo haverá uma grande jornada de evangelização.

Além de registrar estes acontecimentos, a comunidade, na fé na Palavra, deve se abrir à missão, pois ela traz fé e vida para uma comunidade. Como cristãos, todos precisamos de tudo isto e devemos recordar que a missão é mandato de Jesus.

Hoje (22), a Terceira Fase será aberta, às 20h, com missa de acolhida dos Missionários Redentoristas e dos Grupos Missionários. 

 

Pe. Edson Roberto dos Santos
Pároco

Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R.
Equipe de Comunicação das Santas Missões

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. José Inácio Medeiros, C.Ss.R. , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.