Por Missões Redentoristas Em Notícias Atualizada em 27 MAR 2019 - 15H52

Tupanciretã (RS) acolhe missões redentoristas até final de maio

A equipe missionária redentorista da província de Porto Alegre (RS) que tem sua sede em Lages (SC) está em missões na Paróquia Mãe de Deus de Tupanciretã, na diocese de Santa Maria. O nome: “Tupanciretã” vem do tupi-guarani, no tempo das Reduções dos Sete Povos das Missões e significa “Terra da Mãe de Deus”. As missões que começaram em abril serão finalizadas no dia 31 de maio. 

Terra da Mãe de Deus

A paróquia de Tupanciretã conta com 28 comunidades urbanas e rurais e é atendida pelo pároco padre Gildo Brand e pelo vigário paroquial, padre Hugo Lemes, bons sacerdotes diocesanos de Santa Maria.

Existem no município 17 assentamentos que ajudam, com grandes e inúmeras granjas, a tornar Tupanciretã a capital da soja no Rio Grande do Sul. São campos a perder de vista, com as coxilhas semeadas pelo horizonte sem fim. No município atua uma das maiores e mais bem organizadas cooperativas do sul do Brasil, que traz riqueza para toda a região. Tem ainda um bom comércio de maquinário e implementos agrícolas. Porém, como em todo Brasil, aqui acontece também o uso e abuso intensivo e extensivo de agrotóxicos e o nivelamento e drenagem de áreas baixas para aumentar áreas de plantação e os lucros de produtores. O município possui 23.000 habitantes de origem lusa e alguns italianos e alemães. Antes da soja despontar na região, as fazendas de gado fizeram acontecer um dos maiores frigoríficos do Brasil em tempos passados, mas que funciona precariamente nos dias de hoje. 

Redirecionar a vida para Deus

A grande maioria do povo é católico com algumas igrejas evangélicas tentando se expandir. E a frieza religiosa também chegou nestas terras abençoadas pela Mãe de Deus: falta de vivencia religiosa nas famílias, desestruturação familiar, individualismo, busca do hedonismo, descrédito nas estruturas político-religiosas-sociais. Sente-se de modo especial a ausência das gerações jovens na vida eclesial – culpa da própria Igreja, da educação liberal? Por que as gerações jovens não assumem mais a vida com responsabilidade – no casamento, no trabalho, no estudo, na vida de Igreja: vocação sacerdotal e religiosa? São questões cruciais que atingem a vida deste bom e laborioso povo, e, que necessita redirecionar a sua vida para Deus e para a vida de comunidade.

As Santas Missões foram pedidas pela paróquia, vendo os resultados também de missões acontecidas em outras paróquias da região. Depois de acontecer a preparação das lideranças em três encontros de formação, a caminhada da Missão em Família com um número expressivo de Grupos de Família, iniciaram as missões nas comunidades com a equipe missionária de Lages no dia 17 de abril, finalizando em 31 de maio de 2015. 

Equipe missionária:

Padres Redentoristas Paulo Henrique Luciani, Ênio Roberto Biasi, Antônio Marcio Amoras e Inácio Gebert e o Irmão Redentorista Valmir Busse. Com a proteção da Mãe de Deus, esperamos poder ajudar na renovação da vida cristã, anunciando o Evangelho de Jesus Cristo a esta porção do Povo de Deus.  

Pe. Inácio Gebert, C.Ss.R.
Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R.
Equipe de Comunicação

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Missões Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.