Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 02 JUN 2020 - 09H47

Como a vida paroquial pode ficar após a pandemia

As Constituições Redentoristas pedem mais atenção aos sinais dos tempos (Const. 2). Há pelo menos trinta anos, se fala em mudanças nas paróquias.

Ao que parece, isso acontecerá a partir de agora, pois os recentes acontecimentos na área sanitária e política do Brasil e do mundo mostram uma certeira época de mudanças e, porque não dizer, uma mudança de época.

A miséria deve assolar o mundo no pós-pandemia, reclamando, de modo mais intenso, ações por alimentos, saúde e dignidade.

Multiplicar o pão, agir como Bom Samaritano e lavar os pés dos mais necessitados devem pautar a mudança das estruturas paroquiais, podendo tornar-se um sacramento eclesial de serviço diário.

shutterstock
shutterstock


:: Conhecendo os Evangelhos: O Bom Samaritano

Os sinais já são reais. O fechamento de restaurantes populares e universitários, cantinas, creches, pequenas, médias e microempresas põem milhares de famílias sem sustento, aumenta os dependentes de drogas e tira de muitos o sentido para viver. Esses, devem bater nas portas de nossas igrejas pedindo pão, cura e ombro para desabafar e chorar. Já não serão apenas mendigos solitários, como de costume, mas sim famílias inteiras.

Leia MaisJovem dá testemunho sobre a vocação dos leigosSeminaristas levam mensagem de esperança através da músicaPadre luta contra pandemia que atinge pobres em Manaus Missionário Redentorista oferece terapia on-line durante a pandemiaComunidades pobres, sem consciência higiênica, portando várias doenças, com membros dependentes e feridas emocionais, poderão buscar auxílio de vários tipos. Imigrantes e estudantes sem condições de trabalho e de moradia, devem nos procurar para vários tipos de apoio, em busca de dignidade.

Isso já começou a acontecer em vários países da Europa e deve se intensificar por aqui. Não fiquemos surpresos se a pastoral social tiver de ser mais intensa em nossa missão redentorista.

É momento de acentuar a caridade, que é um mandato das nossas Constituições (Const. 20).


Fonte: Secretariado de Evangelização e Pastoral, Província Campo Grande.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.