Por Elisangela Cavalheiro Em Notícias Atualizada em 17 JUL 2020 - 10H04

Graça motiva avô de seminarista a ser colaborador da Casa da Mãe

A gratidão é um dos sentimentos que mais move os devotos de Nossa Senhora Aparecida.

Relatos de graças alcançadas, curas inexplicáveis, a conquista de um emprego, a construção da casa ou até mesmo aquele desejo de visitar Aparecida que foi alcançado, todos esses e muitos outros são lembrados pelos devotos quando resolvem se tornar colaboradores da Casa da Mãe Aparecida.

Uma dessas graças foi alcançada pelo seu Antônio Vaz de Lima, de 80 anos, da cidade de Santo Antônio da Platina, no Paraná. Ele é avô do seminarista Leonardo Mendes, que atualmente é aspirante no Seminário Santo Afonso. O Aspirantado é a primeira fase da formação para ser Missionário Redentorista.

Leonardo conta que o seu avô devido às fragilidades da idade já não podia mais andar sem o apoio do andador e por isso resolveu fazer um pedido especial para a Mãe Aparecida.


A graça alcançou o seu Antônio que agora pode andar novamente sem o apoio do andador e realizar as suas atividades com mais liberdade.

Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal
Seu Antônio com 80 anos vai se tornar colaborador da Casa da Mãe


Seu Antônio ainda não é colaborador, mas ele disse que sua forma de agradecimento à Nossa Senhora Aparecida será contribuindo com as obras do Santuário Nacional na Família dos Devotos.

“Meu avô vai começar a fazer parte dessa grande família após ter recebido uma graça de Nossa Senhora Aparecida. Ele já com idade avançada não podia mais andar sem a ajuda do andador e agora ele consegue andar novamente”, conta o seminarista.

Leia Mais Irmão Orlando fala sobre a importância da Família dos DevotosAnúncio da Copiosa Redenção chega mais longe com a Família dos DevotosAlém do seu Antônio, a família já conta com a colaboração da mãe do Leonardo, a dona Aparecida Vaz de Lima Mendes, que mora em Jumirim (SP).

Segundo Leonardo, a mãe recebe com satisfação a Revista de Aparecida e se alegra de poder ajudar na missão de seu filho.

“Minha mãe é colaboradora há um ano e meio e todo mês quando recebe a revista com a carta de Dom Orlando diz que se sente cada dia mais feliz por contribuir com o Santuário e nos ajudar a ser missionários”, relata.

Arquivo Pessoal.
Arquivo Pessoal.
Seminarista Leonardo com os pais, e no detalhe, a mãe com a revista que faz companhia todos os meses


Na família do aspirante a devoção e a gratidão são os sentimentos que levaram a mãe e o avô a se tornarem colaboradores comprometidos com a Casa da Mãe.

E na sua família, qual é a sua história? Conte pra gente nos comentários!

:: Se quiser fazer parte desta grande família clique aqui!


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.