Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 03 AGO 2020 - 08H38

Missionários Redentoristas celebram a memória de Santo Afonso no Santuário Nacional

Fábio Silva/ A12
Fábio Silva/ A12


Na manhã deste dia 01 de agosto, a Santa Missa das 9h no Altar Central do Santuário Nacional lembrou Santo Afonso Maria de Ligório, fundador da Congregação do Santíssimo Redentor. A congregação foi fundada pelo santo italiano em 1732, na cidade de Scala.

Na celebração presidida pelo Arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, estiveram presentes também alguns sacerdotes e religiosos redentoristas, como o padre Marlos Aurélio da Silva, C.Ss.R., superior provincial de São Paulo, padre Eduardo Catalfo, C.Ss.R., reitor do Santuário Nacional, padre Luiz Claudio Alves de Macedo, C.Ss.R., administrador ecônomo do Santuário Nacional, padre José Ulysses da Silva, C.Ss.R. e irmão Alan Patrick Zuccherato, C.Ss.R., entre outros.

Nos passos de Santo Afonso

Em sua primeira homilia após a reabertura do Santuário Nacional à participação dos fiéis nas celebrações, depois da interrupção por conta da pandemia de Covid-19, em março, Dom Orlando iniciou a celebração falando sobre o carisma de Santo Afonso, perpetuado pelos redentoristas:

"A Redenção é o Amor. A Congregação é a Redenção. A missão é a Redenção. A comunidade é continuação da Redenção. E cada redentorista é continuação do Amor da Redenção", iniciou, lembrando de outro santo redentorista e importante seguidor de Santo Afonso, São Clemente Hofbauer, lembrado durante todo este ano, chamado ano clementino.

Dom Orlando também conduziu os fieis a refletirem os passos missionários e de santidade de Santo Afonso:

Entrega à Oração

"Se eu fosse pregar somente um sermão na minha vida, eu escolheria o tema da oração", dizia Afonso que, durante toda sua vida e até na hora de sua morte, sempre depositou total confiança em sua relação com Deus, através da Eucaristia e de seu amor a Nossa Senhora.

Amor aos desprezos e desprezados

Santo Afonso viu e viveu muitas formas de desprezo, até mesmo em sua família. Porém, conservou-se humilde e atento aos humildes, acolhendo e cuidando de muitos que viviam na pobreza em seu tempo.

Contemplar o Crucificado

"Eis a morte do Amor, eis a morte por Amor, Eis a morte do Deus-Amor". Santo Afonso sempre carregou consigo a Cruz de Jesus, amando e admirando Seu gesto de entrega total. E, assim, ele próprio também o fez.

Devoção a Maria

Santo Afonso se encantou por Nossa Senhora dos Montes, pois ela tinha nos braços a Bíblia. E nós, revestindo-nos da Palavra, aprendemos com Maria o amor a essa Palavra, encarnada em Jesus.

"Senhor, dai-nos a graça de seguir os passos de Santo Afonso", rezou o arcebispo, concluindo sua reflexão.

Confira a celebração na íntegra no vídeo abaixo:

:: Leia mais sobre Santo Afonso aqui.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.