Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 23 MAR 2020 - 10H07

Por que não devo ser indiferente?

A Campanha da Fraternidade de 2020 tem uma meta audaciosa: superar a indiferença, em busca do bem comum e da vida.

A mobilização que envolve os católicos desperta questionamentos que atingem os valores e a forma de viver em sociedade.

Convidamos o padre Inácio Medeiros, missionário redentorista, para explicar pra gente uma premissa central dessa campanha: Por que não devo ser indiferente às pessoas?

Confira a mensagem:

Levante a mão quem nunca passou correndo por um morador de rua ou fechou a janela do carro, só pra não ter que atender aquele pedinte no semáforo. São atitudes que já fazemos sem refletir ou que agimos, entendendo que não devemos dar atenção a essas pessoas e pelos motivos mais diversos.

Leia MaisDez curiosidades sobre a Campanha da Fraternidade3 coisas a aprender com Santa Dulce dos Pobres e viver nesta Campanha da Fraternidade Já parou pra pensar que soa estranho falar de humanização para humanos? Mas se este tema tem sido refletido muito, é para percebermos que é necessário já que algumas vezes precisamos ressignificar a nossa humanidade diante do sofrimento alheio.

Padre Inácio fala justamente disso. Se hoje, somos indiferentes a tantas situações de vida e de sofrimento, precisamos humanizar nossos gestos seguindo o exemplo do Bom Samaritano que se compadeceu do homem que estava abandonado na estrada.

:: Não diga que não pode fazer caridade

Que a reflexão do padre Inácio possa nos ajudar a não sermos indiferentes à dor alheia. 

2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.