Notícias

Redentorista percorre 322 km em peregrinação de fé pela Serra da Mantiqueira

Escrito por Elisangela Cavalheiro

20 JUL 2021 - 09H18 (Atualizada em 20 JUL 2021 - 10H00)

Arquivo Pessoal Caminho da Fé - Irmão Ernesto (Arquivo Pessoal )

Munido do terço e da fé em Nossa Senhora Aparecida, o Missionário Redentorista Irmão Ernesto Coelho da Costa percorreu os 322 quilômetros do "Caminho da Fé" que liga a cidade de Águas da Prata (SP) a Aparecida (SP).

peregrinação que teve início no dia 1º de julho encerrou no dia 12, depois de passar por mais de 10 cidades na Serra da Mantiqueira em meio à Mata Atlântica

A trilha que surgiu em 2003 oportuniza aos seus peregrinos fazer uma viagem de autoconhecimento da própria fé. Embora seja uma experiência que Irmão Ernesto já vivencia em sua vida de missionário, ela contou com algumas novidades já que foi a sua primeira peregrinação a pé. 

"Foi a minha primeira vez em uma caminhada. Era um desejo que tinha desde que vim morar em São João da Boa Vista (SP). Eu via pessoas fazendo esse percurso e me encantei. Esperei até que surgisse esse grupo de Aguaí e como era formado só de mulheres, pedi permissão para participar com elas. Fui aceito e daí iniciamos esse caminho", assinala o missionário. 

Da caminhada Irmão Ernesto lembra que no começo foi difícil seguir o mesmo passo de suas companheiras que caminhavam um pouco mais lento do que ele. No entanto, de uma dificuldade o religioso tirou um grande ensinamento: que o caminho não se faz sozinho.

"Se dependesse de mim eu teria adiantado a caminhada em metade do tempo. Então, eu tive que fazer o exercício de parar e também de animá-las para que não desanimassem. Realmente, a caminhada não se faz sozinho, mas junto, e a gente foi construindo essa fraternidade durante o percurso", recorda o irmão.

O Ramal de Águas da Prata, percurso feito pelo grupo, passa por estradas vicinais em 90% do caminho e tem grau de dificuldade de médio a difícil, com muitas subidas íngremes. Os trechos mais longos possuem até 30 quilômetros. 

Se o Caminho da Fé é difícil à primeira vista, perguntamos se Irmão Ernesto teve algum momento em que pensou em desistir em meio ao cansaço. O missionário nem hesitou em responder que não, e isso não só pelo seu preparo físico, mas porque ele pode contar com a intercessão de muitos amigos para a sua viagem.

Durante a jornada, Irmão Ernesto manteve o mesmo ritmo de intercessão com muita oração. "O que eu e meu grupo fizemos bastante foi rezar. Depois de um tempo que a gente pegava a estrada, começávamos a rezar um terço e depois cada um seguia com suas devoções particulares", contou.

Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal



Dessas experiências pessoais de oração, Irmão Ernesto lembra que uma delas foi marcante para todo o 
grupo. "Durante essa caminhada eu senti que o Santuário não era só este espaço que temos aí, mas que abrangia todo esse caminho desde Águas da Prata. Não só eu, mas todo o grupo sentia que o manto de Nossa Senhora estava sobre os caminhantes e peregrinos. O sentimento era de que desde o início do itinerário parecia que a gente já caminhava dentro do Santuário"

Ao chegar ao Santuário, o irmão lembra da emoção diante do Nicho da Imagem Original de Nossa Senhora Aparecida.

"Chegando ao Santuário nos dirigimos à imagem de Nossa Senhora Aparecida e ali ficamos muito tempo refletindo, rezando e agradecendo bastante emocionados, afinal foram 12 dias de caminho e todos nós queríamos chegar bem. Ali diante da imagem a gente fia uma proteção à Mãe Aparecida e confirma que ela nos acompanhou desde o início do caminho". 

Depois dessa experiência que foi tão positiva, Irmão Ernesto já pensa em realizar outras peregrinações para manifestar a sua fé. "Eu tenho comigo uma vontade de fazer esse caminho logo que puder. Da minha parte quero novamente porque é muito interessante fazer a peregrinação e mesmo encontrar outros grupos de pessoas que estavam fazendo a mesma caminhada e partilhar experiências", finaliza. 

Rotas da Devoção

Existem várias trilhas para os devotos que buscam peregrinar desde cidades do estado de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, até à Casa da Mãe Aparecida, seja a pé ou de bicicleta.

No site Rotas da Devoção estão informações importantes e ainda orientações de como conseguir o certificado de peregrino ao chegar no Santuário, no Centro de Apoio ao Romeiro - Centro de Informações Turísticas e Religiosas (CIT). 

Confira algumas fotos da peregrinação: 


1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.