Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 26 DEZ 2017 - 08H36

Redentoristas de São Paulo assumem administração pastoral de mais um Santuário

Santuário de Bom Jesus de Pirapora


A Província Redentorista de São Paulo assume em 2018 a administração pastoral do Santuário de Bom Jesus de Pirapora.

O Santuário fica na cidade de Pirapora do Bom Jesus (SP) e pertence à Diocese de Jundiaí (SP).

A expectativa é que a partir de janeiro os missionários designados ao trabalho pastoral no Santuário já comecem a organizar a nova comunidade redentorista que lá será instalada, a partir de abril assumem por completo essa frente de trabalho no Santuário de Bom Jesus de Pirapora.

O Bispo da Diocese de Jundiaí, Dom Vicente Costa contou que a iniciativa de assumir o trabalho pastoral no Santuário de Bom Jesus partiu dos missionários Redentoristas, que através do provincial padre José Inácio Medeiros, apresentaram uma proposta de trabalho.

“Nós já sabíamos desse carisma dos redentoristas em acolher muitos peregrinos, então a Congregação do Santíssimo Redentor apresentou uma proposta para a administração do Santuário de Bom Jesus de Pirapora, fiquei muito feliz, apresentei ao conselho da Diocese que aprovou esse novo convênio”, relatou.

Para Dom Vicente, a expectativa da Diocese para o trabalho dos redentoristas são as melhores possíveis.

“Há mais ou menos 4 anos a Diocese estava administrando o Santuário, mas só podíamos designar dois sacerdotes para esse trabalho  e por lá passam muitos peregrinos, com a vinda dos redentoristas sabemos que o povo será muito bem atendido, temos muitas expectativas boas”, alegrou-se.

Os próximos passos para a efetivação desse convênio entre a Congregação do Santíssimo Redentor e a Diocese de Jundiaí são somente de tratativas e diálogos para acertos técnicos, Dom Vicente afirmar estar muito confiante e alegre com essa novidade para 2018.

“Agora é tempo de diálogo e conversas para concluir o convênio, temos certeza que a vinda dos redentoristas será muito frutuosa, a Diocese de Jundiaí está muito animada em receber esses novos irmãos para trabalhar conosco”, alega.

O Governo Provincial de São Paulo já designou os missionários que assumirão a administração do Santuário serão eles o Padre Rodrigo Arnosos, que deixa a função de prefeito de igreja do Santuário Nacional de Aparecida, o padre José Afonso Savassa, que deixa o trabalho na igreja Santa Teresinha em Tietê(SP), Padre João Paulo Ramos que atualmente ainda está nos trabalhos das Santas Missões e o Heliomarcos Ferraz que renova a profissão religiosa em janeiro.

Para os trabalhos, no tradicional Santuário de Bom Jesus de Pirapora, a província de São Paulo já tem grandes planos de trabalho.

“O desejo da província redentorista é ter um grande centro pastoral popular que atinja a população da grande São Paulo, a cidade fica há cerca de 30 km de São Paulo e 60 km do centro da Capital paulista”, contou o provincial redentorista de São Paulo Padre Inácio de Medeiros.

Sobre os missionários redentoristas enviados para essa nova missão , padre Inácio disse que todos estão prontos para acolher a população de Pirapora do Bom Jesus e os peregrinos que por lá passam.

“Os missionários que irão para Bom Jesus formarão uma comunidade jovem com plena força de trabalho que possa em um curto espaço de tempo dinamizar o Santuário de Bom Jesus, acolhendo a população e a grande quantidade de peregrinos que lá visitam”, afirmou.

Os missionários redentoristas assumirão o Santuário Diocesano sendo também responsáveis pela paróquia composta por 4 comunidades urbanas.

A imagem do Bom Jesus foi também encontrada nas águas de um rio, em 1725 em meio as corredeiras do Rio Tietê que existiam naquele tempo.

A imagem de Bom Jesus é aquela conhecida como “Ecce Homo” do latim “Eis o Homem”, ou seja, Jesus que se colocou diante de Poncio Pilatos para ser julgadoe como conhecemos no evangelho, ser depois condenado, o que segundo padre Inácio é uma devoção muito próxima da espiritualidade redentorista.

“A devoção ao Bom Jesus está muito próxima da espiritualidade redentorista, porque na Paixão de Jesus está a proclamação do amor maior de Deus por nós, logo a Copiosa Redenção, que nós somos chamados a anunciar, que Jesus nos mereceu pelo seu sacrifício na Cruz”, finalizou.

24 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.