Por Redentoristas Em Redentoristas

Cidade sergipana que leva o nome da Padroeira do Brasil espera acolher 100 mil fiéis durante festejos

A cidade sergipana de Nossa Senhora Aparecida recebe todos os anos milhares de devotos para a Festa e Romaria em homenagem à Padroeira do Brasil e do município. Neste ano, a Paróquia Nossa Senhora Aparecida que está aos cuidados dos Missionários Redentoristas da Vice-Província de Recife, celebra a 11ª edição da Festa com o tema “Mãe Aparecida, das redes ao coração dos humildes”. Os festejos iniciaram no dia 1º de outubro e seguem até a solenidade de Nossa Senhora Aparecida. 

 

Ao longo dos doze dias de festa, a expectativa é reunir mais de 100 mil fiéis vindos de várias partes do estado. Missas, celebrações especiais e procissões irão marcar o período de grande visitação à Paróquia, tendo como ponto culminante a Romaria que acontece no dia 12 com concentração no povoado Queimadas, no município de Ribeirópolis, onde é celebrada a Missa de Envio dos romeiros.

 

Festa e Romaria da cidade de Nossa Senhora Aparecida está entre as maiores celebrações católicas do Estado.

Ao final dessa celebração, os fiéis cumprem o percurso de aproximadamente sete quilômetros até a cidade de Nossa Senhora Aparecida onde participam da Missa Solene. Neste ano, será celebrada a Missa Solene às 10h com Dom João José Costa, Arcebispo Coadjuntor e às 17h com Dom José Palmeira Lessa, Arcebispo de Aracaju.

De acordo com o pároco, padre Erisson Monteiro, mesmo com as dificuldades de se preparar um evento dessa magnitude, a fé e as forças emanadas de Nossa Senhora Aparecida contagia e faz levar adiante aquele que hoje se constitui em um dos maiores encontros de católicos que devotam a Nossa Senhora da Conceição Aparecida as bênçãos alcançadas.

“A expectativa em realizar a festa é a melhor possível, não só por significar a renovação da fé da comunidade católica, mas também uma forma de reafirmar a devoção à Mãe Aparecida. Estamos irmanados também pelas comemorações dos 300 anos que marcam o encontro de Imagem de Nossa Senhora nas águas do rio Paraíba; o que significa três séculos de muitas bênçãos derramadas a todo o povo brasileiro”, ressalta.

Cartaz da Festa Romaria é reconhecida como patrimônio cultural e imaterial de Sergipe

A Festa e Romaria em homenagem a Nossa Senhora Aparecida se tornou neste ano Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado e foi inclusa no Calendário Festivo de Sergipe. O Decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 1º de outubro de 2015. 

Para padre Erisson, essa é uma conquista dos devotos de Nossa Senhora. "Como atual pároco, sinto uma alegria que me faz voltar a coragem que teve o padre Jadilson de criar esta Romaria e acreditar que aqui poderia levar muitas pessoas ao encontro com Deus na festa da Mãe Aparecida", comenta. 

"Muito alegra os Missionários Redentoristas que aqui trabalham, pois é um passo importante no caminho do reconhecimento como Santuário. Só posso dizer obrigado Mãe Aparecida por todo bem e tanta graça derramada nesta terra", conclui o padre.

História da paróquia

A partir de um milagre concedido a José Torquato de Jesus, membro de uma das famílias mais antigas da cidade, a devoção a Nossa Senhora Aparecida se difundiu na sede municipal. Antes a Igreja de Nossa Senhora Aparecida era ligada a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, de Ribeirópolis, tendo a criação da paróquia no final de 1993 e seu primeiro pároco em 1994. Pertencendo ao Vicariato São Lucas, a Paróquia é composta por 16 capelas, incluindo as duas que estão localizadas no município de São Miguel do Aleixo.

A paróquia mantém um site com mais informaçoes. Acesse www.missaoaparecida.com

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.