Por Redentoristas Em Redentoristas

Cultivar e guardar a criação

Informativo Missionário Janeiro

A CNBB publicou ainda em 2016 o texto-base da Campanha da Fraternidade de 2017. Com o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15), a iniciativa alerta para o cuidado da criação, de modo especial dos biomas brasileiros. A proposta da Campanha da Fraternidade é dar ênfase à diversidade de cada bioma e criar relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam, especialmente à luz do Evangelho. Isso porque a depredação dos biomas é uma manifestação da crise ecológica que pede uma profunda conversão interior. Ao meditarmos e rezarmos os biomas e as pessoas que neles vivem, somos conduzidos à vida nova.

A Campanha deseja, antes de tudo, que o cristão seja um cultivador e guardador da obra criada. Cultivar e guardar nasce da admiração! A beleza que toma o coração faz com que nos inclinemos com reverência diante da criação. A campanha deseja, antes de tudo, levar à admiração, para que cada cristão seja um cultivador e guardador da obra criada. Tocados pela magnanimidade e bondade dos biomas, seremos conduzidos à conversão, isto é, cultivar e a guardar. Além de abordar a realidade dos biomas brasileiros e as pessoas que neles moram, a Campanha deseja despertar as famílias, comunidades e pessoas de boa vontade para o cuidado e o cultivo da Casa Comum. Para ajudar nas refl exões sobre a temática como acontece em todos os anos, são propostos subsídios, sendo o texto-base o principal. Dividido em quatro capítulos, a partir do método ver, julgar e agir, o texto-base faz uma abordagem dos biomas existentes, suas características e contribuições eclesiais. Também traz reflexões sobre os biomas e os povos originários, sob a perspectiva de João Paulo II, Bento XVI e do papa Francisco. Ao final, são apresentados os objetivos permanentes da Campanha, os temas anteriores e os gestos concretos previstos durante a Campanha 2017.

:: Acesse aqui o informativo de Janeiro

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.