Por Polyana Gonzaga Em Redentoristas

Encerrada fase arquidiocesana do Processo de Beatificação de Padre Vitor

Foi encerrada nesta segunda-feira (27) a fase arquidiocesana do processo de beatificação do Servo de Deus padre Vitor Coelho de Almeida. O Missionário Redentorista dedicou sua vida à evangelização dos romeiros e ouvintes da Rádio Aparecida, difundindo a devoção mariana em todo o Brasil.

Foto de: Polyana Gonzaga/A12.com

encerramento_da_fase_arquidiocesana_do_processo_de_beatificacao_de_padre_vitor_16_1

Fase Arquidiocesana do processo de beatificação do Servo
de Deus padre Vitor Coelho é encerrada.

A sessão de encerramento da fase arquidiocesana do processo de beatificação aconteceu no Convento Redentorista do Santuário de Aparecida e contou com a presença do Arcebispo de Aparecida, Cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis, do vice postulador da Causa, Dom Darci José Nicioli, o juiz delegado, padre Roger Mateus dos Santos, o promotor de justiça, padre Joaquim Lopes da Silva, o notário Atuário, padre Paulo Tadeu, o perito teólogo, padre Luiz Alves de Lima e o perito revisor, prof. Lino Rampazzo.

Na ocasião foram realizadas as formalidades jurídicas que encerram o processo e preparam toda a documentação para ser enviada à Congregação das Causas dos Santos, no Vaticano.

O reitor do Santuário, padre Domingos Sávio, diversos Missionários Redentoristas, religiosos e religiosas também acompanharam a sessão de encerramento na capela do Convento Redentorista.

De acordo com Dom Darci José, a investigação supletiva sobre a vida, as virtudes e fama de santidade do Servo Deus, analisou os textos transcritos dos programas radiofônicos feitos por Padre Vitor Coelho de Almeida na Rádio Aparecida.

O conteúdo foi analisado por dois peritos, padre Marcial Maçaneiro, SCJ e Padre Luiz Alves de Lima, SDB, e ainda traduzido para o italiano. O material será inserido no processo que seguirá para a Congregação das Causas dos Santos.

Virtude e fama de santidade

Foto de: Arquivo CDM - Santuário Nacional

Retrato de Padre Vítor

Com experiência em processos de beatificação, a Irmã Pier Paula de Farias, do Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, fez a coordenação geral dos trabalhos da execução prática da Causa. A religiosa fez a transcrição dos textos e preparou o material para ser analisado pelos peritos teólogos.

“Durante este trabalho eu me recordei que na infância ouvia padre Vitor pelas ondas da Rádio Aparecida. Considero o Missionário Redentorista como um grande catequista, mestre na fé”, contou.

A tradução dos textos do português para o italiano foi realizada pelo professor Lino Rampazzo. Considerando um trabalho minucioso e paciente, Rampazzo ressaltou que o conteúdo tem que ser fiel à tradução.

“Fazendo a revisão da tradução eu descobri um padre Vitor cuja profundidade cultural, conhecimento de latim, grego, hebraico, filosofia e história eram grandiosos, principalmente seu conhecimento das Sagradas Escrituras. Fiquei encantado com a preparação que ele tinha”, ressaltou.

A afirmação é reforçada também pelo perito teólogo padre Luiz Alves de Lima, que trabalhou sobre os pronunciamentos e escritos em preparação aos programas de rádio. “Emerge a figura de um homem primeiramente missionário de Jesus. Sua grande virtude, como bom redentorista, foi de traduzir a mensagem de Jesus em uma linguagem muito popular. Por outro lado encontramos um grande estudioso das Sagradas Escrituras”, completou.

 

8 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Polyana Gonzaga, em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.