Por Pe. José Anchieta Tavares, C.Ss.R. Em Redentoristas Atualizada em 03 ABR 2019 - 12H02

Poema Vocacional: Só sei que foi assim

caminhada_vocacao

Só sei que foi assim
Por padre Anchieta, C.Ss.R.
No dia que completa 25 anos de vida sacerdotal 
 

Um dia Deus me encontrou
Com jeito pra mim olhou
E tocou meu coração.
Lançou-me um olhar bonito
Me mostrou o infinito
E me deu uma vocação. 

Lembro bem daquele dia
Quando em minha moradia
Por Ele fui visitado.
Demorei a perceber
Mas depois pude entender
Que aquilo era um chamado. 

O meu mundo estremeceu
Por que tinha que ser eu
Espantado perguntei.
E respondi pela fé:
É isso que meu Deus quer
Então sem medo aceitei. 

Por um tempo meditei
Refleti, me preparei
Para não dar passo errado.
Assim amadureci
Com firmeza decidi
E já fui desencantado. 

Sabendo pra onde ia
Deixei minha moradia
E minha família amada.
Deixei meus pais no portão
Com aquele aceno de mão
Comecei nova empreitada. 

O meu novo itinerário
Me levou pro Seminário
Onde decidi morar.
Priorizando o estudo
Ali dei início a tudo
Que hoje quero celebrar. 

Uma longa trajetória
Faz parte da minha história
Que com graça foi escrita.
Eu digo porque eu sei
Só chega aonde eu cheguei
Quem persevera e acredita. 

Pra poder continuar
Eu sempre pude contar
Com pessoas caridosas.
Eu nunca estive sozinho
Enfrentei pedra e espinho
Mas colhi botões e rosas. 

Dona Odete e Seu Cação
Gente de bom coração
Que sempre quis me ajudar.
Da cidade de Tietê
Eu jamais vou esquecer
Dona Elza e Tia Ná. 

Em tantas comunidades
Sempre ganhei amizade
E caridade sem fim.
E lá de Miguel Pereira
Dona Wilma de Oliveira
Foi sempre uma Mãe pra mim. 

Muita gente me ajudou
Me acolheu, me levantou
Em momentos de fraqueza.
Digo, com sinceridade:
Que toda essa bondade
É minha maior riqueza. 

Eu tive bons formadores
Companheiros, professores
Que me ensinaram a servir.
Amizades valiosas
Que nas horas duvidosas
Me ajudaram a seguir. 

A vida me deu açoites
Eu vivi dias e noites
Infeliz e chateado.
Foram tempos de perigo
Mas sempre tive um amigo
Que ficasse do meu lado. 

Já são vinte e cinco anos
Realizei os meus planos
Segui o meu ideal.
Vivo como Jesus quer
Combati, vivi a fé
E tudo isso é real. 

Agradeço o dom da vida
À Congregação querida
Que por filho me adotou.
Ao meu Pai e Fundador
Agradeço o imenso amor
Com o qual me aceitou. 

Termino aqui meu escrito
Em que tudo é tão bonito
Com começo, meio e fim.
Eis minha linda jornada
Não me perguntem mais nada
“Eu só sei que foi assim”.

padre Anchieta TavaresPadre Anchieta nasceu no dia 13 de janeiro de 1956, no Sítio Picada, em Baixío (CE). Foi ordenado presbítero no dia 25 de agosto de 1990, em Garça (SP), pelas mãos de dom José Carlos de Oliveira C.Ss.R. 

      

 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. José Anchieta Tavares, C.Ss.R., em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.