Palavra Redentorista

Fraternidade e a prática cristã

Ir. André Luiz, C.Ss.R (Arquivo Redentorista)

Escrito por Ir. André Luiz, C.Ss.R

30 MAR 2022 - 07H59 (Atualizada em 30 MAR 2022 - 08H44)

Shutterstock

A vivência da fraternidade é a grande prática que a nossa Igreja visa despertar em cada pessoa humana e, de modo particular, em todos os batizados, a fim de que toda a nossa sociedade possa experimentar cotidianamente este dom divino.

Leia MaisCampanha da Fraternidade 2022: um belo presente pelos 40 anos da Pastoral da EducaçãoO papel dos pais na educação de crianças e jovens para o caminho da FéFraternidade e educação: Qual o papel da sociedade na educação das crianças?A fraternidade como característica cristã tem seu fundamento na revelação do próprio Jesus ao afirmar que Deus é Pai. Esta definição constitui o fator que determina a fraternidade segundo a mensagem cristã: se Deus é nosso Pai, somos irmãos uns dos outros, afinal, a Igreja é uma comunidade de irmãos.

O termo 'fraternidade' é latente na Sagrada Escritura. Desde o Antigo Testamento, a fraternidade está atrelada à solidariedade, que dá a pertença ao mesmo povo de Deus, que tem sua origem na promessa feita a Abraão e que se compromete com a Aliança na qual são inculcados o amor e a preocupação pelos irmãos, principalmente pelos mais pobres e desamparados.

Já no Novo Testamento, a fraternidade tem suas raízes nas comunidades primitivas. A comunhão de corações e a partilha dos bens aparece não só como característica da comunidade de Jerusalém, mas como ideal para os cristãos de todos os tempos (At 4,32).

Pensando em como tornar ativa a prática da fraternidade, a Igreja no Brasil apostou na realização da Campanha da Fraternidade, aproveitando o tempo litúrgico da Quaresma. Esta campanha nasceu no ano de 1961, a partir da atitude de três padres que trabalhavam na Cáritas Brasileira, um dos organismos da CNBB.

Eles planejaram uma campanha para arrecadar recursos, a fim de financiar as atividades assistenciais da instituição. A essa ação, eles batizaram de “Campanha da Fraternidade”. Na Quaresma de 1962, foi realizada pela primeira vez a Campanha da Fraternidade na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte.

Como obtiveram um bom êxito desta experiência, no ano seguinte 16 dioceses do Nordeste também realizaram a campanha em suas comunidades. Esse projeto foi o embrião para a concepção do esboço da Campanha da Fraternidade que, mais tarde, seria assumida como uma ação da Igreja no Brasil, como gesto concreto no período da Quaresma.

O desenrolar positivo desses fatos, levou a Cáritas e a Campanha da Fraternidade a serem vinculadas ao Secretariado Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), posto que a Campanha da Fraternidade passou a ser coordenada pela CNBB a partir do ano de 1965.

Desde seu nascimento até hoje, a Campanha da Fraternidade tem o objetivo de despertar nosso povo para a solidariedade e a fraternidade, a partir de temas que confrontam a conjuntura atual que envolve a sociedade brasileira. Por isso, a cada ano a Campanha da Fraternidade leva-nos a refletir um tema específico.

Neste ano de 2022, o tema da Campanha é “Fraternidade e Educação” e o lema “Fala com sabedoria, ensina com amor” (Cf. Pr 31,26). Seu objetivo é promover o diálogo sobre a realidade educacional no Brasil, à luz da fé cristã.

Pensar e dialogar a respeito da educação no contexto brasileiro é uma necessidade, pois envolve rever as concepções de educação que temos e, ao mesmo tempo, não delegar a educação somente para o ambiente escolar, dado que as famílias são as primeiras colaboradoras da educação.

Em nossa ótica redentorista acerca da educação, é importante recordar a ação de nosso confrade, São João Nepomuceno Neumann (1811-1860). Logo que fora nomeado Bispo da Filadélfia (EUA) organizou um sistema diocesano de escolas católicas. Foi ele fundador da educação católica na sua região, onde aumentou o número das escolas católicas na sua diocese de 2 para 100. Fundou a Congregação das Irmãs da Ordem Terceira de São Francisco, para ensinar nas escolas. Escreveu numerosos artigos em revistas e jornais católicos, publicou dois catecismos e, em 1849, uma história bíblica para as escolas.

Praticar a fraternidade no dia a dia é dever de cada pessoa humana. Porém, para nós cristãos é uma missão dupla, pois tange a raiz de nossa fé quando professamos Deus como nosso Pai e, ao mesmo tempo, me liga ao meu próximo que é meu irmão.

Que a fraternidade não seja vivenciada apenas no tempo quaresmal, mas 24 horas por dia de nossa existência!


Fontes:

Campanha da Fraternidade 2022. Disponível em: https://www.cnbb.org.br/campanha-da-fraternidade-2022-foi-apresentada-aos-bispos-reunidos-em-assembleia/;

Experiência Piloto que deu Origem à Campanha da Fraternidade. Disponível em: https://www.cnbb.org.br/experiencia-piloto-que-deu-origem-a-campanha-da-fraternidade-teve-inicio-em-1961-em-natal-rn/;

FIORES, Stefano; GOFFI, Tullo (org.). Dicionário de Espiritualidade. São Paulo: Paulus, 1997. p. 465-468.

São João Nepomuceno Neumann. Disponível em: https://www.a12.com/redentoristas/santos-e-beatos/sao-joao-nepomuceno;

RODRÍGUES, Angel Aparício; CASAS, Joan Canals (Org.). Dicionário Teológico da Vida Religiosa Consagrada. São Paulo: Paulus, 1997. p. 473-483.

Escrito por
Ir. André Luiz, C.Ss.R (Arquivo Redentorista)
Ir. André Luiz, C.Ss.R

Diretor do Centro Redentorista de Espiritualidade.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ir. André Luiz Oliveira, C.Ss.R., em Palavra Redentorista

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.