Por Pe. José Pereira, C.Ss.R. Em Palavra Redentorista

Meninos de rua

Meninos de rua, pobreza

Sociedade, que vergonha!
Queremos paz, felicidade.
Não sou nada, apenas alguém que sonha
Mesmo acordado, é verdade.
Sou, somos meninos de rua,
Só queremos um lugar,
Na terra, não na lua
Só queremos amar.
Sociedade, eu te rejeito,
No coração,
No fundo do peito,
És somente ambição.
Não tens coragem,
Nem compreensão,
Por isso vivemos à margem.
Ó maldita sociedade.
Não tem compaixão,
Tens somente maldade,
Estamos jogados,
Só desprezados.
Sociedade, que desgraça,
Durmo nas ruas, nas praças
No relento.
Onde está teu sentimento
É somente dor,
Onde está o amor?

Escrito por
Pe. José Pereira, C.Ss.R. (Arquivo UNESER)
Pe. José Pereira, C.Ss.R.

Redentorista, formado em Filosofia, Teologia e Administração de Empresas. Entre seus escritos, encontram-se: Novena da Saúde, Novena a São Judas Tadeu, Novena a Santo Afonso, e livros de poesias (Dialogando o Amor, Caminhos do Amor, Lindo é o Amor, Maria: Mãe de Amor e Pingos de Amor).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Vanessa da Silva, em Palavra Redentorista

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.