Por Pe. José Pereira, C.Ss.R. Em Palavra Redentorista

Só palhaço

Vou, sou alegria
Sinto fracassos
Sinto agonia
Quero abraços.
O coração tem dores
São cansaços
Transformo-os, são amores
Quantos momentos,
São favores.
Sou tristeza
Vivo sorrindo
Muda a natureza
Vou agindo
Coração está chorando
Sigo mentindo.
Sorria, sou alegria
Mesmo fingindo
Sou harmonia
Sou solidão
A cada dia
Sou comunhão
Mesmo na agonia
Sou canção
Sem sinfonia
Quero seus braços
São minha força, meu guia
No mundo nada sou; só palhaço.
A cada dia.

Escrito por
Pe. José Pereira, C.Ss.R. (Arquivo UNESER)
Pe. José Pereira, C.Ss.R.

Redentorista, formado em Filosofia, Teologia e Administração de Empresas. Entre seus escritos, encontram-se: Novena da Saúde, Novena a São Judas Tadeu, Novena a Santo Afonso, e livros de poesias (Dialogando o Amor, Caminhos do Amor, Lindo é o Amor, Maria: Mãe de Amor e Pingos de Amor).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Vanessa da Silva, em Palavra Redentorista

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.