Por Redentoristas Em Redentoristas Atualizada em 19 DEZ 2018 - 12H11

Paróquia redentorista acolhe desabrigados por incêndio em Manaus

A Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro dirigida pelos Missionários Redentoristas da Vice-Província de Manaus acolhe, desde segunda-feira (17), os desabrigados que tiveram suas casas destruídas no incêndio no bairro Educandos. Ao todo, 600 casas foram destruídas pelo fogo.

A paróquia localizada no bairro onde ocorreu a tragédia abriu as dependências da igreja matriz e de suas comunidades para acolher as famílias atingidas.

Segundo o pároco, padre Amarildo Luciano, aproximadamente 150 famílias estão sob os cuidados da comunidade, mas esse número oscila pra mais ou pra menos quando as famílias encontram um local fixo para ficar ou voltam para o abrigo da paróquia quando o acolhimento inicial não comporta a família.

“Estamos recebendo muitas doações, são gestos solidários vindos dos nossos irmãos de Manaus e também de várias partes do Brasil. As pessoas estão totalmente arrasadas. São muitas crianças e nós estamos fazendo aquilo que é possível. A paróquia está de portas abertas, oferecendo café da manhã, almoço e jantar até quando for preciso e enquanto tivermos doações”, disse o padre ao A12.

Doações podem ser feitas em nome da Arquidiocese de Manaus:

Banco Bradesco: Agência 3702 - Conta 7163-3
Arquidiocese de Manaus - CNPJ 04.026.811.0013/56

Segundo o religioso, outras igrejas e locais também estão abrigando as famílias, mas muitas delas ainda permanecem na igreja ou nas proximidades.

“Existem outros abrigos mais distantes oferecendo acolhida, mas as famílias não querem ir para não se afastar do bairro, com medo de perder cadastro do atendimento social da prefeitura, e como a paróquia fica muito perto do local onde ocorreu o incêndio, elas querem ficar aqui e cuidar do seu terreno, até para evitar que alguém possa invadir”, sublinhou padre Amarildo.

O incêndio atingiu casas localizadas na beira do Rio Negro, onde são muito próximas uma das outras. Grande parte das casas era feita de madeira, e por isso do pouco que possuíam, as famílias só encontram cinzas. A prefeitura de Manaus decretou situação de emergência por conta do ocorrido.

“Agradecemos as instituições envolvidas e as doações enviadas, especialmente as equipes que auxiliam no trânsito e na segurança, que não nos tem faltado nesse momento”, frisou.

Em meio à tragédia, com agilidade a Arquidiocese de Manaus se mobilizou e todas as paróquias estão recolhendo doações para os desabrigados. 

Os pontos de coleta dentro das igrejas recebem, principalmente, alimentos, roupas, calçados, colchões, lençóis e travesseiros. Em algumas paróquias, voluntários estão cozinhando para doar as refeições prontas.

A Cáritas Arquidiocesana é a principal articuladora desse trabalho. O vice-presidente do organismo, padre Alcimar Araújo, gravou um vídeo no local do incêndio e traz informações do atendimento. 


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.