Por Thamara Gomes Em Notícias Atualizada em 31 JAN 2020 - 09H55

Como são as férias de seminaristas e religiosos?

Férias! Tempo especial para curtir os amigos e a família. Quem nunca fez contagem regressiva para o início das esperadas férias? Na vida de um seminarista e de um padre não é muito diferente. A rotina formativa é exigente, com horários rigorosos de estudo, oração e trabalho pastoral. O corpo e a cabeça pedem um descanso, e eles também aguardam ansiosos pelo período de recesso, geralmente concedido duas vezes ao ano, em julho e depois nos meses de dezembro e janeiro.

Padre Reinaldo Beijamim, C.Ss.R., foi diretor do Seminário Santo Afonso em 2019, casa de formação inicial da Província de São Paulo. Segundo o jovem sacerdote, este é um tempo que deve ser bem aproveitado.

Leia MaisO que um seminarista faz nas férias?“O recesso do seminário é importantíssimo para a reflexão pessoal sobre a caminhada realizada, para reencontrar os familiares que lhes dão o apoio e incentivo vocacional, para rever os amigos e a comunidade eclesial de origem, e para partilhar com estas pessoas a vivência e perspectivas da vida religiosa”, comenta. 

O próprio Missionário Redentorista revela o que gosta de fazer em suas férias: 

“No tempo das férias do seminário e ainda hoje, depois de um semestre cheio de atividades, a primeira coisa que eu quero é ir ver meus pais e irmãos em Bom Repouso (MG). Sempre passei minhas férias com eles, e juntos viajamos para rever outros familiares. Férias são um tempo de graça! Deve nos favorecer espiritualmente, descansar o corpo e elevar a nossa espiritualidade”.


O seminarista Gabriel Rijo também é desses que aproveita para descansar da rotina corrida da casa de formação, estar com seus familiares e rever os amigos em Sorocaba (SP). Neste último período de férias esteve em Lambari (MG), onde fez missão durante a Semana Santa no ano de 2017. Visitou muitas casas, fez a Celebração da Palavra em algumas comunidades e rezou toda a Novena de Natal com a população local. Além disso, o postulante redentorista esteve também em Aparecida (SP) com seu pai e participou da celebração de aniversário de 99 anos da Irmã Margarida, da Congregação das Irmãs Mensageiras do Amor Divino, por quem tem muito carinho e amizade.

"Como ficamos distante de nossa comunidade de origem, é muito importante que nos façamos presentes, para que o povo que sempre reza por nós possa ver que estamos perseverantes. A vida de oração e o carinho da família e da comunidade nesse período é o combustível para retomarmos a caminhada ainda mais dispostos em servir a Deus através da nossa vocação", completa Gabriel. 



1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Thamara Gomes, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.