Notícias

Inspire-se na história vocacional do Padre Camilo Júnior

Escrito por Secretariado Vocacional Redentorista

06 MAI 2021 - 07H15 (Atualizada em 12 MAI 2021 - 13H12)

Testemunho-padre-Camilo

Cristo, que queres que eu faça?

Diante desta frase inquietante, Padre Luiz Camilo Junior, paranaense da cidade de Carlópolis, dono de um carisma e uma alegria inigualáveis, teve a coragem de responder positivamente ao chamado de Deus, que é amor capaz de alcançar, tocar, acolher e transformar todas as realidades deste mundo ferido e sedento pelo divino. Pe. Camilo, como é conhecido, orienta os jovens para que busquem significado para suas vidas por meio da oração, independente de distrações.

Leia MaisConheça a história de vida do Padre Domingos Sávio Não há vocação sem cruzA juventude está mesmo perdida?Reze a Oração Vocacional para o tempo de pandemia3 dicas para você descobrir sua vocação em 2021Aos 11 anos, teve seu primeiro contato com os Missionários Redentoristas quando veio em romaria pela primeira vez a Aparecida. Celebrava-se um ano do falecimento do Servo de Deus Pe. Vítor Coelho e, assim, teve início seu despertar vocacional. Em sua cidade natal, participou de inúmeras atividades missionárias promovidas pelos redentoristas como a “missãozinha” e procissões.

Com 14 anos, junto de sua irmã, foi catequista em um bairro rural. Também participava do grupo de jovens, foi quando surgiu o desejo de tocar violão. Ao ajudar na organização de eventos e celebrações em sua comunidade, sentiu-se chamado por Deus. Diante do novo, sempre há um certo medo, e com Pe. Camilo não foi diferente, especialmente de se distanciar da família.

Contudo, o jovem percebeu que era necessário ousar e, ao conversar com um padre, ele o aconselhou: “em algum momento você vai precisar encontrar seu próprio lugar no mundo”. Aquilo tocou o seu coração e ele se sentiu mais forte e decidido para ir em busca do seu sonho. Sua mãe ficou feliz diante de sua escolha pela vida sacerdotal, já o pai desconfiou. Mas com o tempo, todos o apoiaram. E, assim, ingressou no seminário no dia 15 de fevereiro de 1992.

Pe. Camilo sente que há resistência dos pais em deixar que seus filhos sigam a vocação religiosa, pois a família deseja que os filhos se casem e tenham filhos. Mas para ele, seguir a vocação é outra maneira de ‘deixar filhos’. E ressalta: Pai e mãe, sua casa é a primeira Igreja”.

Confira o testemunho completo do Pe. Camilo Júnior:

Seja um Missionário Redentorista!

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Secretariado Vocacional Redentorista, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.