Por Secretariado Vocacional Redentorista Em Notícias

Papa Francisco nos convida a ser discípulos missionários

Outubro é o mês missionário. No dia 18, celebra-se o Dia Mundial da Missões. Por isso, convidamos você a refletir sobre a mensagem do Papa Francisco para a ocasião, com o tema: ”Eis-me aqui, envia-me” (Is 6, 8).

No início de sua carta, o Papa lembra que este ano foi marcado pelas tribulações e desafios causados pela pandemia da Covid-19. Fomos desafiados pela doença, pela tribulação, pelo medo, e chamados ao isolamento social. Interpelou-nos a pobreza de quem morreu sozinho, de quem está abandonado, de quem perdeu o emprego e o salário, de quem não tem abrigo e comida. Obrigados a manter uma distância física e a permanecer em casa, somos convidados a redescobrir que precisamos das relações sociais e também da relação comunitária com Deus.

shutterstock
shutterstock


O Papa fez uma comparação bonita:
“À semelhança dos discípulos do Evangelho, fomos surpreendidos por uma tempestade inesperada. Demo-nos conta de estar no mesmo barco, todos frágeis e desorientados, mas, ao mesmo tempo, importantes e necessários: todos chamados a remar juntos, todos carecidos de mútuo encorajamento”.

Neste barco, estamos todos. Todos nós reconhecemos participantes dum forte desejo de vida e de libertação do mal. Não podemos continuar estrada cada qual por conta própria, mas só o conseguiremos juntos. E este chamado provém do coração de Deus, da sua misericórdia, que interpela a Igreja e a humanidade na crise mundial atual. Neste contexto, o chamado à missão, o convite a sair de si mesmo por amor de Deus e do próximo aparece como oportunidade de PARTILHA, SERVIÇO e INTERCESSÃO.

Leia MaisA alegria de ser Redentorista5 curiosidades sobre a vida de São Clemente Maria HofbauerPe. Vítor Coelho: um vocacionado no coração da IgrejaJesus é o Missionário do Pai. Ele anima a Igreja, torna-nos discípulos de Cristo e envia-nos em missão ao mundo e às nações. É Cristo que faz sair a Igreja de si mesma. Através do nosso testemunho da fé e do anúncio do Evangelho, Deus continue a manifestar o seu amor e possa tocar e transformar corações, mentes, corpos, sociedades e culturas em todo o tempo e lugar.

A missão é resposta, livre e consciente, ao chamado de Deus. Mas só podemos sentir este chamado quando vivemos numa relação pessoal de amor com Jesus vivo na sua Igreja.

Perguntemo-nos:

Estamos prontos a acolher o Espírito Santo e a ouvir o chamado à missão, quer no caminho do matrimónio, quer na vida religiosa consagrada ou do sacerdócio ordenado e, em todo o caso, na vida comum de todos os dias? Estamos dispostos a ser enviados para qualquer lugar para proclamar o Evangelho da salvação?

Como Maria, a Mãe de Jesus, nos coloquemos sem reservas ao serviço da vontade de Deus (cf. Lc 1, 38). Com esta disponibilidade interior, queremos responder:

Eis-me aqui, Senhor, envia-me (cf. Is 6, 8).

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Secretariado Vocacional Redentorista, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.