Portal A12

Santo do Dia

Busque por:

Santa Margarida da Hungria

Margarida nasceu em Turoc, Hungria, em 1242, filha do rei Bela IV e da rainha Maria. Seus pais haviam feito um voto de consagração da filha ao Senhor, e criança ainda ela foi encaminhada para um convento dominicano em Vesprin. Em 1261 fez os votos definitivos, num outro convento da Ordem, construído pelo pai na ilha de Lebres, no rio Danúbio. Sua extraordinária devoção lhe mereceu comunicações particulares do Espírito Santo.

De fato, Margarida destacou-se por uma vida de humildade e penitência incomuns. Dormia no chão, sobre uma pele rude, com uma pedra por travesseiro. Fazia questão de nada possuir, apesar da sua condição de princesa. Praticava uma especial devoção a Jesus Crucificado e à Eucaristia, chegando às lágrimas no momento da Comunhão: na véspera das Missas, alimentava-se somente de pão e água, passava a noite em oração, e no dia do Santo Sacrifício fazia jejum quase absoluto. Além disso, por amor a Cristo, amava especialmente também a Nossa Senhora, com rara piedade e fervor. Tratava as irmãs do convento com admirável doçura.

Sem qualquer apego às coisas deste mundo, ansiava pelo momento de unir-se definitivamente a Deus, o que aconteceu após uma doença: faleceu em 18 de janeiro de 1271. Na sua sepultura, foram registradas graças e milagres, pelo que virou um local de peregrinação.

Colaboração: José Duarte de Barros Filho



Reflexão:

É difícil para um rico entrar no Reino dos Céus (cf. Mt 19,23), mas não impossível. Não é a posse dos bens materiais que Jesus condena, mas o apego a eles. Santa Margarida teve sua maior riqueza na fé, e nobreza verdadeira na alma, não dependendo de mais nada para, já neste mundo, viver numa condição antecipada do Paraíso. Se não temos a sua mesma vocação, nem por isso estamos autorizados a deixar as coisas materiais, incluídos aí prazeres, prestígio, poder, etc., tomarem o lugar primordial que pertence a Deus, nesta passagem pela Terra. Crescer no amor à Eucaristia, à Paixão de Jesus e à Nossa Senhora é caminho certo de felicidade e realização, aqui e no futuro infinito.

Oração:

Deus de amor, que por nós e com o desejo de nos salvar Vos despojastes até mesmo do direito de Vos apresentar na condição divina de Criador, assumindo a humanidade de simples criatura, concedei-nos por intercessão e exemplo de Santa Margarida a graça e a sabedoria de nos desapegarmos de tudo deste mundo, para que sem qualquer peso possamos subir ao Céu, buscando somente a Vós. Por Nosso Senhor Jesus Cristo e Nossa Senhora. Amém.

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.