Por Victor Hugo Barros Em Santuário Nacional

Começa em Aparecida (SP) encontro do episcopado paulista

Assembleia dos Bispos do Regional Sul 1 - Foto: Victor Hugo Barros

Foto: Victor Hugo Barros

Começou na tarde desta terça-feira (06), a 80º edição da Assembleia dos Bispos do Regional Sul 1, que compreende a área do estado de São Paulo. Cerca de 125 participantes, entre bispos, padres e assessores, participam do evento, que acontece no Centro de Reuniões Santo Afonso e no Hotel Rainha do Brasil, em Aparecida (SP).

O local não foi escolhido por acaso, mas representa uma continuidade do maior encontro do episcopado brasileiro, que aconteceu há cerca de um mês. “Este local, para nós, representa uma profunda comunhão com todo o episcopado brasileiro que também utiliza parte desta estrutura na Assembleia Geral. Outro importante detalhe é que estamos cada vez mais próximos da celebração dos 300 anos. Estar aqui, sem dúvida, é entrar ainda mais neste clima de festa.”, destacou o secretário do Regional Sul 1 da CNBB e arcebispo de Sorocaba, Dom Júlio Endi Akamine.

O pontapé inicial foi dado às 15h com a celebração de abertura, na Capela Nossa Senhora da Esperança, localizada nos jardins da Cidade do Romeiro. Com o “Veni Creator”, canto litúrgico de invocação ao Espírito Santo, os bispos iniciaram seus trabalhos durante a oração do Ofício Divino, conduzida pelo presidente do Regional e arcebispo de Campinas, Dom Airton José dos Santos.

Durante a cerimônia de abertura, no Centro de Reuniões Santo Afonso, o presidente agradeceu a presença de todos e lembrou a importância de realizar o encontro nas proximidades do Santuário Nacional. “Estar em Aparecida é sempre motivo de festa.”, expressou Dom Airton em sua fala inicial.

Quem também acolheu os presentes foi o Arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, que está à frente da Igreja Particular da Padroeira do Brasil há pouco menos de cinco meses. “Eu ainda estou aprendendo aqui em Aparecida. Sou novo neste regional, e me sinto acolhido por vocês, bispos que hoje se reúnem sob o olhar de Nossa Senhora”. O religioso lembrou ainda que a reunião acontece dentro das festividades dos 300 anos do encontro da Imagem da Virgem Aparecida. “Neste ano especial, devemos nos lembrar que quando aconteceu a pesca [da Imagem], Aparecida e todo o estado pertencia à Arquidiocese de São Paulo. Por este motivo, nos reunir neste tempo jubilar ganha um sentido ainda mais especial.”, recordou Brandes.

Todos os trabalhos da terça-feira foram voltados para o tema central: “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na Sociedade: Sal da terra e luz do mundo”. Responsável por apresentar as implicações do Documento 105 da CNBB, que trata sobre os leigos, o assessor da Comissão para o Laicato da Conferência Episcopal, Laudelino Azevedo, salienta que as (Arqui) Dioceses do Regional devem fazer o Documento frutificar no dia-a-dia dos fiéis. “Não se trata só de acolher o texto, mas de colocar em prática. Esta é uma urgência.”, explica.

Nesta quarta-feira (07), o dia começou com uma missa às 7h no Santuário Nacional, presidida por Dom Orlando. O período da manhã é dedicado às sessões conjuntas com o desenvolvimento do tema central e a apresentação dos relatórios das comissões episcopais e dos organismos no Centro de Reuniões Santo Afonso. Já no período da tarde, acontecem as sessões reservadas nas salas do Hotel Rainha do Brasil. Na pauta, devem ser tratados projetos da CNBB e a exposição das realidades locais de cada (Arqui) Diocese.

Até o encerramento do encontro, amanhã (08) a Assembleia ainda deve dar propostas para a Assembleia das Igrejas, que vai acontecer de 20 a 22 de outubro deste ano.


 
Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Santuário Nacional

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.