Por Victor Hugo Barros Em Imprensa Atualizada em 01 MAR 2019 - 12H46

Missa de Cinzas abre Quaresma no Santuário Nacional

Período é marcado pela vivência da Campanha da Fraternidade que, neste ano, promove reflexões sobre políticas públicas

Thiago Leon/ Santuário Nacional
Thiago Leon/ Santuário Nacional
Imposição das cinzas representa convite à conversão quaresmal


A Quarta-feira de Cinzas marca o início do mais importante período penitencial da Igreja Católica, a Quaresma. No Santuário Nacional, a abertura deste tempo de recolhimento e reflexão acontece na missa das 9h da próxima quarta (06). Durante a celebração, presidida pelo arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, os fiéis recebem as cinzas sobre suas cabeças, simbolizando o convite à conversão.

“O trajeto da Quaresma é uma grande descoberta de quanto o Pai nos ama. Amou tanto o mundo que nos enviou seu Filho Jesus, o Redentor, que entregou sua vida na cruz. Nós queremos, na Quaresma, inflamar o nosso coração com tanto amor que nos é dado e assim, nos aproximar mais deste amor de Deus por meio da oração e da penitência”, explica Dom Orlando.

A data também abre as ações da Campanha da Fraternidade, vivida pela Igreja no Brasil durante o período quaresmal. A atividade, que acontece desde 1962, quer chamar a atenção da sociedade para problemas que afetam os brasileiros, buscando caminhos de superação para essas adversidades. Neste ano, as reflexões giram em torno do tema “Fraternidade e políticas públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27).

De acordo com o texto base, documento que norteia os trabalhos da Campanha em todo o país, o objetivo é fazer com que as políticas públicas sejam percebidas “na ótica da fé cristã, como ações misericordiosas que ajudam a construir uma verdadeira fraternidade e resgatar a dignidade de irmãos e irmãs”. O guia aponta ainda a Doutrina Social da Igreja como instrumento para uma eficaz participação nestas políticas “para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais de fraternidade”.

Além da missa das 9h, a temática também será lembrada nas outras cinco celebrações que acontecem ao longo do dia no maior templo mariano do mundo. Em todas elas, haverá a imposição das cinzas, feitas a partir da queima de ramos abençoados na abertura da Semana Santa do último ano.

Também neste dia, os horários de Confissões no Santuário Nacional serão alterados, acontecendo das 14h às 16h. No período da manhã não haverá atendimento.

Imprensa – Após a celebração das 9h, o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, atenderá os jornalistas na Sala de Imprensa do Santuário Nacional. Para participar deste momento, os órgãos de imprensa devem realizar seu credenciamento por meio do e-mail imprensa2@santuarionacional.com.

Fonte: Santuário Nacional

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Imprensa

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.