Por Victor Hugo Barros Em Releases Atualizada em 23 AGO 2019 - 08H51

Ligas Católicas realizam romaria a Aparecida

Peregrinação acontece há 48 anos e marca principal encontro de “liguistas” brasileiros

Divulgação
Divulgação
Cinco primeiros colocados das modalidades de Corrida são premiados com troféu


Participantes dos grupos de Ligas Católicas de todo o Brasil vão se encontrar no Santuário Nacional no próximo fim de semana. A peregrinação chega a sua 48ª edição reunindo fiéis de diversos estados do país que integram o movimento católico.

A abertura da romaria acontece no sábado (24), durante a missa das 18h, no Altar Central. A celebração será presidida pelo superior provincial dos Missionários Redentoristas de São Paulo, padre Marlos Aurélio da Silva. Após a celebração, uma procissão com a imagem de Nossa Senhora Aparecida percorre o pátio da Basílica até a Tribuna Papa Bento XVI, encerrando a programação do dia.

As atividades da romaria são retomadas no domingo (25), a partir das 6h, com uma assembleia no Auditório Padre Noé Sotillo, localizado no subsolo da Basílica. O encontro reúne representantes das Federações, como são chamados os grupos regionais das Ligas, para avaliar as atividades realizadas desde a última romaria, e também planejar os próximos passos dos diversos grupos.

Também durante o encontro, as Ligas Católicas de Ponta Grossa (PR), realizam o envio da Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida para outra região. Desde a romaria de 2018, os paranaenses receberam a visita da Padroeira, que a partir da peregrinação deste ano, segue para outro grupo pertencente ao movimento.

A romaria dos liguistas, como são chamados os participantes do movimento, será encerrada com uma missa às 10h, novamente no Altar Central da Basílica, no domingo. A celebração será presidida pelo padre Nelson Antônio Linhares, superior provincial dos Missionários Redentoristas da Província do Rio, Minas e Espírito Santo.

Ligas Católicas – Fundadas na Bélgica em 1844, a Liga Católica existe no Brasil há 117 anos. O movimento foi trazido ao país pelos Missionários Redentoristas holandeses, que fundaram a primeira Liga brasileira em Juiz de Fora (MG). Ainda hoje, os Redentoristas acompanham e auxiliam os cerca de 200 mil liguistas espalhados por todo o Brasil.

Criado inicialmente para inserir os homens operários na Igreja, atualmente o movimento trabalha com a evangelização das famílias. Embora possuam acompanhamento eclesial, as Ligas são organizadas e dirigidas por leigos católicos.


Fonte: Santuário Nacional

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Releases

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.