Por Marília Ribeiro Em Notícias

Livro lançado em Aparecida registra história de devoção e fé de família chinesa

“A Jóia de Aparecida”, esse é o nome do livro lançado nesta sexta-feira, 28, em Aparecida. A obra produzida por John Sieh, um dos 13 filhos da família chinesa que protagonizou uma árdua peregrinação ao Brasil contou com textos de Dom Darci José Nicioli, Bispo-auxiliar de Aparecida, do Irmão João Batista de Viveiros, Prefeito de Igreja no Santuário Nacional, Claudio Pastro, artista plástico que concebeu toda a arte sacra da Capela do Batismo, e de Carlos Minouro, engenheiro responsável pelo projeto da Capela.

Fotos: Thiago Leon
 

O livro “A Jóia de Aparecida”, que significa a beleza e a verdade de Nossa Senhora Aparecida, é uma obra não comercial e bilíngüe, que traz todos os detalhes do projeto da Capela do Batismo, obra ofertada ao Santuário Nacional a pedido da matriarca Maria Sieh, além de relatar a trajetória dessa família e sua grande devoção a Nossa Senhora Aparecida.

A programação de lançamento contou com a meditação do Terço às 9h, na Capela do Batismo, celebração da Santa Missa na Basílica, às 10h30, na Capela de São José e no período da tarde uma cerimônia em homenagem aos patriarcas da família Sieh, Joseph Tsu Hung Sieh e Maria Sieh, realizada no Centro de Reuniões Santo Afonso, na Cidade do Romeiro.

Dom Darci José Nicioli, Bispo Auxiliar de Aparecida, durante a homilia na Santa Missa, cumprimentou toda a família Sieh presente na celebração, afirmando que eles estavam em Romaria no Santuário por uma causa especial: para recordar pai e mãe e porque também eles querem renovar o sentimento de família, especialmente nas gerações mais novas. E acrescentou “D. Maria teve uma inspiração, uma capela para Maria, assim deve ser a atitude de todos que visitam a Casa, buscar para si, mas não só para si. Aqui temos que aprender a generosidade”.

Participaram da programação de lançamento 45 pessoas da família Sieh. Durante a cerimônia no Centro de Reuniões Santo Afonso, os livros foram entregues pelos membros da família Sieh aos colaboradores da obra. Ao receber o livro, Cláudio Pastro destacou que essa é uma obra que fica como herança para o Brasil.

Dom Darci enfatizou que o patriarca da família deixou um grande ensinamento por meio de suas atitudes, fazer o bem sem pensar a quem.

A entrega do Livro para Carlos Minouro foi feita por John Sieh, que a fez muito emocionado, agradecendo pela parceria na execução da obra e do livro. Minouro, ao ser presenteado com a obra, salientou que para ele é um orgulho fazer parte dessa história e ainda ter algumas linhas no livro.

Para John Sieh, escrever esse livro é contribuir para a história, “quero incentivar meus filhos e netos, pois as pessoas devem ser incentivadas a olhar para trás, para sua própria origem, sua própria história”.

O livro “A Jóia de Aparecida” terá distribuição dirigida, parte dos exemplares será destinada as várias obras que a família mantém como caridade, com o objetivo das pessoas conhecerem um pouco do que está por trás de todo o trabalho feito pela família, disse John Sieh.

A materialização da devoção da família Sieh pode ser observada desde 2010, quando o Santuário Nacional inaugurou a Capela do Batismo, uma expressão de gratidão pelas bênçãos recebidas através da intercessão da Mãe de Deus.  Hoje, depois de quatro anos da sua inauguração e após cerca de 10 mil batizados, a Capela do Batismo é um dos locais do Santuário Nacional que, por sua riqueza de símbolos, convida o devoto a refletir sobre o primeiro sacramento que todo cristão recebe.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.