Por Marília Ribeiro Em Notícias Atualizada em 11 MAR 2019 - 13H31

Relatos de fé das mulheres que assumiram a coordenação de um grupo de terço

No último sábado (09), o Santuário de Aparecida acolheu a 6ª Romaria do Terço das Mulheres, reunindo mais de oito mil pessoas em oração na Casa da Mãe. O crescimento da presença dos grupos no Santuário é resultado do envolvimento e comprometimento de muitas pessoas, entre elas as mulheres que compõem a Comissão Nacional dos Grupos de Terço.


Membros da Comissão Nacional do Terço das Mulheres


A comissão nasceu com a necessidade de contar com as mulheres do Terço para a preparação da Romaria no Santuário e motivação dos grupos, para a participação anual neste grande encontro no Santuário. Participam da comissão três representantes de grupos de terço de cada região do Brasil e membros da Secretaria de Pastoral do Santuário.

Veja alguns dos testemunhos das coordenadoras de grupos, que estiveram presentes na Casa da Mãe, neste fim de semana:



Angerica Souza - Diocese de São João Del Rei (MG)

A minha diocese tem 40 Paróquias, com uma média de 25 grupos e uma faixa de 1200 mulheres rezando o terço. E hoje, para esta 6ª Romaria, veio um grupo recém-formado na Diocese, que tem quatro meses de fundação e conta com a participação de 100 mulheres.

Para mim, eu percebo que as pessoas tem necessidade de Deus e o terço das mulheres é uma oportunidade delas se sentiram chamadas e falarem sobre Jesus e Maria na oração do terço, então eu vejo isso como uma transformação muito grande, principalmente nas famílias. Às vezes elas conseguem levar as filhas que estavam afastadas e mesmo convencer os maridos a participarem do terço dos homens o que é muito bacana.

Na minha vida pessoal a relação com o terço também é muito especial. Desde pequena eu aprendi a devoção com a minha mãe e a minha avó. E quando eu fui fazer a minha primeira comunhão, o meu primeiro terço foi levado daqui de Aparecida. Esse terço foi levado a pedido do meu pai, para que eu pudesse fazer a minha primeira comunhão. Porém, meu pai veio a falecer e não pode ver a minha primeira comunhão, mas eu tenho essa lembrança até hoje.

Além disso, já no meu nascimento eu fui consagrada a Nossa Senhora, pois eu nasci com um coágulo na cabeça e minha avó paterna me entregou a Nossa Senhora para que aquele coágulo desaparecesse. E foi graças a Ela que o coágulo desapareceu e hoje eu estou aqui, sou coordenadora diocesana desde 2015 e agora faço para da coordenação nacional.



Fabiana Boleone – Arquidiocese de São Paulo (SP)

Meu grupo tem dois anos de fundação e desde então a gente participa da Romaria no Santuário. Participar da comissão nacional é muito especial porque a gente evolui as ideias, traça formas de trabalho junto as nossas comunidades e paróquias e ajuda na implementação de novos grupo. Então a gente tem essa missão de reunir e chamar outras mulheres para o terço. Para mim, a oração do terço é muito importante, porque você fazer a oração e estar em constante oração muda tudo, principalmente na família, e na minha mudou muito.



Genilda Albuquerque – Diocese de Palmeira dos Índios (AL)

Eu acho muito importante hoje, diante de tudo que nós temos vivido fazer parte do grupo de terço. Cada dia mais cabe a nós mulheres, trazer as nossas famílias para perto de Deus, enriquecer a espiritualidade dos nossos filhos, dos nossos irmãos. O mundo está muito atrapalhado e a gente precisa todos os dias mostrar para os nossos filhos, para os nossos irmãos mais jovens que tem muita coisa importante e que não devemos somente alimentar a nossa barriga, mas também alimentar o nosso espírito.

Outra coisa importante que eu penso e sempre falo isso no grupo, é que não devemos só rezar, a gente precisa ter ações dentro da nossa comunidade que ajudam, e Deus quer que a gente ajude o próximo, ame o próximo.

::Mulheres do Terço perfumam o Santuário de Aparecida com sua oração


2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.