Por Ir. Afonso Murad, Marista Em Artigos Atualizada em 07 NOV 2017 - 09H52

As sete alegrias de Maria

A devoção popular encontrou sete alegrias na vida de Maria, inspiradoras para nós.



1 – O contentamento na anunciação (Lc 1,26): A primeira palavra dirigida a Maria é: “Alegre-se”. Ela prova uma imensa alegria ao receber o convite de Deus. Sente-se agraciada e envolvida por algo encantador.

2 – A alegria do encontro com Isabel (Lc 1,39-45): Maria sai às pressas para visitar sua parenta. Isabel é tomada de euforia. Cena linda: o encontro de duas mulheres, o cuidado cotidiano de uma com a outra, os sonhos e as esperanças. Maria experimenta a alegria de ser missionária. Pois há mais alegria em dar do que em receber!

3 – O cântico de Maria (Lc 1,46-55): Maria está cheia do Espírito Santo e proclama as grandezas de Deus na sua história pessoal e na de seu povo. É um cântico de alegria e de consciência profética, pois anuncia que Deus realiza a justiça na sociedade. Maria nos ensina a exercitar a ação de graças, a reconhecer os sinais de Deus na existência pessoal e nas práticas coletivas.

4 – O nascimento de Jesus (Lc 2,1-19): é motivo de alegria para todo o povo, a começar dos mais pobres. As pessoas do Bem sentem-se amadas por Deus, quando seu Filho assume a natureza humana. Maria participa desta alegria de maneira única, como mãe do Filho de Deus encarnado.

5 – Alegria na missão de Jesus: Maria ficou muito feliz, ao ver seu filho anunciar o Reino de Deus, curar os doentes, acolher os pobres e marginalizados, formar discípulos e discípulas. Eles experimentam um imenso prazer, quando percebem que Jesus é o vinho novo (Jo 2,10-11)! Quanta alegria Maria viveu, ao acompanhar a missão de Cristo, como mãe e aprendiz.

6 – Euforia da ressurreição: Maria e os seguidores de Jesus provaram uma alegria sem par. Jesus está vivo! Ele nos dá a paz. Ele venceu a morte (Jo 20,20-21)! Maria participa da ressurreição de Jesus de forma original: refaz lembranças, ilumina fatos, nutre sua fé, faz-se presente como mãe da comunidade.

7 – A alegria de Pentecostes: O Espírito de Deus, que fecundou Maria e acompanhou Jesus, agora fecunda a comunidade cristã (At 2). É o tempo que se estende até hoje! A alegria de Maria e a dos outros seguidores de Jesus se transformam na nossa alegria.

As sete alegrias de Maria nos toca de perto. Nossa vida está marcada por muitos sinais de Deus que nos consolam, fortalecem e estimulam. Com Maria, cantamos: “O Senhor fez em nós maravilhas, Santo é o seu nome” (Lc 1,49).


17 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ir. Afonso Murad, Marista, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.