Dúvidas Religiosas

Como receber indulgência plenária na Solenidade do Sagrado Coração?

Escrito por Alberto Andrade

16 JUN 2023 - 10H34 (Atualizada em 21 JUN 2023 - 08H52)

Maria Hilf - Wikipedia

Sempre em toda ocasião de festa ou solenidade em nossa Igreja, nós do A12 informamos para você a grande graça em lucrar a indulgência plenária.

"A remissão, diante de Deus, da pena temporal devida aos pecados já perdoados quanto à culpa, que o fiel, devidamente disposto e em certas e determinadas condições, alcança por meio da Igreja, a qual, como dispensadora da redenção, distribui e aplica, com autoridade, o tesouro das satisfações de Cristo e dos Santos”, como nos diz o Catecismo no número 1471.

Leia MaisPerdão de Assis: como obter indulgência plenária?A Igreja também nos ensina que “Pelas indulgências, os fiéis podem obter para si mesmos e também para as almas do Purgatório, a remissão das penas temporais, seqüelas dos pecados.”, está no número 1498 do Catecismo.

Ou seja, mesmo os pecados já confessados, produzem sequelas em nós. Por meio das indulgências podemos extingui-las de nós parcial ou totalmente. Neste material aqui do A12, é possível saber mais sobre esta disposição que a Igreja disponibiliza para nós. 

E como nesta sexta-feira (16), celebramos a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, você pode obter a indulgência, realizando os seguintes passos:

  • Confissão sacramental;
  • Comunhão Eucarística;
  • Oração pelo Papa (um Pai Nosso e uma Ave Maria ou qualquer outra oração conforme sua piedade e devoção);
  • Rejeitar todo o apego ao pecado, qualquer que seja, mesmo venial.
Reprodução: Vatican News
Reprodução: Vatican News



Além disso, é necessário recitar publicamente este 
Ato de Reparação às ofensas que são cometidas contra o seu Bondosíssimo Coração.

Dulcíssimo Jesus, cuja infinita caridade para com os homens é por eles tão ingratamente correspondida com esquecimentos, friezas e desprezos, eis-nos aqui prostrados na Vossa presença, para Vos desagravarmos, com especiais homenagens, da insensibilidade tão insensata e das nefandas injúrias com que é de toda parte alvejado o Vosso amorosíssimo coração.

Reconhecendo, porém, com a mais profunda dor, que também nós mais de uma vez cometemos as mesmas indignidades, para nós, em primeiro lugar, imploramos a Vossa misericórdia, prontos a expiar não só as próprias culpas, senão também as daqueles que, errando longe do caminho da salvação, ou se obstinam na sua infidelidade, não Vos querendo como pastor e guia, ou, menosprezando as promessas do batismo, sacudiram o suavíssimo jugo da Vossa santa lei.

De todos estes tão deploráveis crimes, Senhor, queremos nós hoje desagravar-Vos, mais particularmente da licença dos costumes e imodéstia do vestido, de tantos laços de corrupção armados à inocência, da violação dos dias santificados, das execrandas blasfêmias contra Vós e Vossos Santos, dos insultos ao Vosso Vigário e a todo o Vosso clero, do desprezo e das horrendas e sacrílegas profanações do Sacramento do divino amor e, enfim, dos atentados e rebeldias das nações contra os direitos e o Magistério da Vossa Igreja.

Oh! Se pudéssemos lavar com o próprio sangue tantas iniquidades!

Entretanto, para reparar a honra divina ultrajada, Vos oferecemos, juntamente com os merecimentos da Virgem Mãe, de todos os santos e almas piedosas, aquela infinita satisfação, que Vós oferecestes ao eterno Pai sobre a cruz, e que não cessais de renovar todos os dias sobre nossos altares.

Ajudai-nos Senhor, com o auxílio da Vossa graça, para que possamos, como é nosso firme propósito, com a vivência da fé, com a pureza dos costumes, com a fiel observância da lei e caridade evangélicas, reparar todos os pecados cometidos por nós e por nosso próximo, impedir, por todos os meios, novas injúrias de Vossa divina Majestade e atrair ao Vosso serviço o maior número de almas possível.

Recebei, ó benigníssimo Jesus, pelas mãos de Maria santíssima reparadora, a espontânea homenagem deste nosso desagravo, e concedei-nos a grande graça de perseverarmos constantes, até à morte, no fiel cumprimento de nossos deveres e no Vosso santo serviço, para que possamos chegar todos à pátria bem-aventurada, onde Vós com o Pai e o Espírito Santo viveis e reinais por todos os séculos dos séculos.

Amém.

Irmã Ana Gabriela nos ensina a sempre seguir o Coração Misericordioso de Jesus


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Alberto Andrade, em Dúvidas Religiosas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...