Por Eduardo Gois Em Igreja Atualizada em 11 JUL 2019 - 14H38

Bento XVI: A renúncia por amor à Igreja

Shutterstock
Shutterstock


Durante esta semana, o A12 trouxe uma série de matérias produzidas a partir de uma entrevista com o Arcebispo Emérito de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno. Neste conteúdo, ele partilha com todos o seu conhecimento a respeito do Papa Emérito Bento XVI, o Pontificado dele e a vida ainda como Cardeal Josef Ratzinger.

Leia MaisBento XVI: O Papa em AparecidaBento XVI: O Papa pianista Bento XVI: O Papa teólogoHoje o assunto é sobre a renúncia, anunciada em 11 de fevereiro de 2013, que se concretizaria no dia 28 do mesmo mês, quando o Papa retirou-se de sua sede episcopal no Vaticano.

Na avaliação de Dom Damasceno, Bento XVI deu exemplo de grandeza, no sentido de desapego do cargo.

“Ele via em seu cargo um serviço à Igreja, nada mais. Foi um gesto de humildade renunciar a um cargo como esse, com tantos assessores ao seu lado. Poderia estar governando a Igreja até hoje, porque ele está lúcido, embora frágil fisicamente, mas poderia estar no governo da Igreja.

No entanto, teve a grandeza, a coragem de renunciar ao seu cargo por amor à Igreja. Percebendo suas fragilidades físicas, ele achou que chegou o momento de passar a função a outra pessoa mais jovem, com mais energia e, quem sabe, para responder melhor às exigências e desafios do tempo de hoje, explica Dom Raymundo.




Segundo o Cardeal, Bento XVI agora tem apenas o compromisso particular de rezar pela Igreja e por todas as pessoas.

“Ele vive nesse espírito de oração e contemplação que é muito próprio dele, não produzindo obras a mais, porque a obra dele praticamente concluiu-se com o fim do seu pontificado. Hoje ele apenas concede entrevistas eventualmente”, relata.

Para o Arcebispo Emérito de Aparecida, o Papa Bento XVI, por conta da sua condição física e da fragilidade, vive em um momento de oração, descanso e contemplação, aguardando em sua fé, não só a contemplação terrena, mas o seu próprio momento face a face com Deus.

.:: Abaixo, veja entrevista com Dom Damasceno


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Eduardo Gois, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.