Por Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R. Em Notícias

Missões Redentoristas: a importância das Escolas Missionárias

A MISSÃO NAS FAMÍLIAS
Dia de Formação: importância e objetivos 

Na Província de São Paulo, após o Concílio Vaticano II, uma grande inquietação tomou a Equipe Missionária. Aos poucos foi surgindo uma nova linha comunitária: o temário, a montagem da missão, as cerimônias e os pontos de insistência foram sendo desenvolvidos, graças à audácia e criatividade de alguns missionários que motivaram todo o grupo e o ajudaram a caminhar.

Com a nova organização da Missão fazendo a divisão da paróquia em comunidades e estas em setores, cresceu a necessidade de capacitar os coordenadores e auxiliares para a missão. Foi assim que, em cada missão, passou a acontecer um Dia de Formação que hoje, em diversas unidades redentoristas, foi desdobrado na realização das Escolas Missionárias, e que tem uma grande importância pois contribui na capacitação dos missionários leigos, coordenadores e auxiliares para a missão. 

missoes_

Os objetivos:

A realização deste Dia de Formação ou da Escola Missionária consta de vários objetivos:

Entrosamento do grupo missionário (subsidiário) com os agentes locais da missão e dos coordenadores e auxiliares, de modo que se forme uma só comunidade missionária, pois os apóstolos devem se unir. Não se compreende um “profeta solto” ou avulso dentro da ação pastoral.

Criar uma mística missionária com espírito de fé, otimismo, alegria e disponibilidade. Tudo isso se dá pela solidariedade de todos e de cada um com os demais membros da comunidade pela ação missionária.

Dar uma formação espiritual e vivencial seguindo o exemplo do próprio Cristo que se preocupava com a formação do grupo dos apóstolos. Através de palestras e uso de recursos audiovisuais busca-se levar os coordenadores a aderirem a Cristo e assim levá-los aos outros irmãos de comunidade.

Formação técnica e dinâmica para que os evangelizadores sejam eficientes em seu trabalho missionário. Com o ensino do método, das técnicas e da maneira de tratar o povo e seus problemas, sobretudo, no relacionamento com os que estão afastados da comunidade e da prática religiosa.

Reflexão sobre a realidade, pois a missão da Igreja parte sempre de uma visão de fé da realidade iluminada pelo evangelho. O grupo missionário se quiser agir à maneira de Cristo, servindo aos demais, deve levar sempre em consideração a realidade. A organização pastoral é um ato de obediência à voz do Espírito. O povo de Deus peregrino conhece a sua realidade e luta para transformá-la. 

missões_

Quem deve estar presente no Dia de Formação:

Para que este dia obtenha o sucesso em seus objetivos todos são chamados a participar, mas especialmente os membros do grupo missionário subsidiário, o pároco, o vigário paroquial e os demais auxiliares, bem como o coordenador geral, os coordenadores de comunidades, os setores e auxiliares e outras pessoas interessadas como os membros de pastorais e movimentos. Dessa forma, a comunidade paroquial que está sendo evangelizada caminha como Rede de Comunidades e todas as suas "Forças Vivas" formam um só corpo missionário.

Padre Inácio Medeiros, C.Ss.R. 
Equipe de Comunicação
Araraquara (SP)

 

Veja mais artigos sobre as Missões Redentoristas: 

- A comunicação a serviço da evangelização.
- Fé e missão: o papel do coordenador e auxiliar do Setor Missionário.
- Equipe Missionária Redentorista: chamados a anunciar a Copiosa Redenção. 
- As Santas Missões Populares na Província de São Paulo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R., em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.