Por Redentoristas Em Notícias

Beata Celeste Crostarosa: uma mulher sempre atual

Hoje, 11 de setembro, a Igreja recorda a vida da Beata Maria Celeste Crostarosa, que nasceu em Nápoles, na Itália, no dia 31 de outubro de 1696 e morreu em Foggia, na Itália, no dia 14 de setembro de 1755. Essa mulher notável escreveu grandes obras espirituais e fundou uma congregação feminina, a Ordem do Santíssimo Redentor, conhecidas como Monjas Redentoristas

Filha de José Crostarosa e Paula Battista Caldari, era a décima de doze filhos. Pertencia a uma família religiosa e rica. A experiência religiosa familiar marcou de modo profundo e decisivo a vida de Celeste, o que contribuirá para o enfrentamento e superação das várias dificuldades que encarou, tanto no aspecto pessoal como também nas relações com a comunidade religiosa e eclesial.

Reprodução
Reprodução
Beata Celeste Crostarosa


:: 6 curiosidades sobre a vida da Beata Celeste Crostarosa

O espaço cronológico computado em mais de trezentos anos que nos separam desta grande mística do século dezessete, não constitui obstáculo para a percepção e compreensão do vigor e da atualidade da sua mensagem para o nosso tempo.

Num contexto histórico, social e religioso em que o papel da mulher não era devidamente reconhecido, Celeste percorreu um itinerário sinalizado por grandes dificuldades, porém, nunca desistiu de lutar, pois tinha a consciência de que era conduzida pela força do Espírito Santo que ajuda a modelar e transformar a pessoa e a realidade na qual está inserida.

Na sua experiência mística feminina, algo penetrou profundamente no seu ser como também na contribuição para o cultivo de uma espiritualidade encarnada, que pode ser sintetizada na expressão “viva memória”. A expressão trata-se da sagrada humanidade do Verbo, a presença divina do seu amor.

O evento da Encarnação está no centro da teologia crostarosiana – a manifestação do amor misericordioso do Redentor por todos os homens. Celeste encontra na Eucaristia o alimento “substancial” que transforma “o homem em Deus”.

A profundidade e atualidade da experiência, da reflexão, da ajuda através dos escritos (Autobiografia, Entretenimentos Espirituais, Graus da Oração...), pode ser resumida naquilo que desponta como fruto da sua trajetória, quando experimenta e comunica Deus como Amor.

:: Conheça as obras espirituais da Beata Maria Celeste Crostarosa

Centrada no Amor divino, Celeste ensina que o caminho a ser percorrido na busca da plena realização do ser humano, passa necessariamente pelo encontro com o Redentor que derrama abundantemente o seu Amor no coração de todos os que são motivados e movidos a praticar o bem. Ela é o modelo de mulher que se deixa conduzir por Cristo na vivência cristã e no testemunho missionário entre os irmãos.

A influência de Santo Afonso Maria de Ligório foi importante no processo de discernimento e confirmação de que as revelações que Celeste recebia, provinham de Deus e não dos seus desejos. Da vivência espiritual e compromisso com os pobres, ambos fundam duas famílias religiosas que continuam anunciando a redenção e sendo “viva memória” da ação de Jesus. Falamos da Congregação do Santíssimo Redentor (Redentoristas), e da Ordem do Santíssimo Redentor (Monjas Redentoristas que vivem na clausura).


Monjas Redentoristas em seu tradicional hábito vermelho. Também há um outro ramo que usa o hábito azul


:: Conheça a vida de clausura das Monjas Redentoristas

Por ocasião da celebração do terceiro centenário do nascimento de Madre Celeste, escrevendo às suas monjas, São João Paulo II resumiu em cinco características a espiritualidade da beata: “a centralidade da devoção ao Verbo encarnado, a Eucaristia como fonte de toda transfiguração, a contemplação para deixar-se irradiar e transformar pela graça, a caridade fraterna e a fidelidade que exige firmeza e perseverança no bem”.

O caminho de glorificação nos altares atingiu o grau de reconhecimento de santidade com a declaração de Beata. A cerimônia aconteceu no dia 18 de junho de 2016. Para que receba a proclamação de Santa, aguardamos ansiosamente o reconhecimento de mais um milagre. Rezemos para que aconteça sem demora.

A Virgem Maria tem um papel fundamental na espiritualidade de Celeste, pois é vista não apenas como Mãe do Verbo Encarnado, mas também como modelo de disponibilidade à ação amorosa e salvífica do Pai.

Beata Madre Maria Celeste Crostarosa,
rogai por nós!


Fonte: José Rodrigues Neto

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.