Por Elisangela Cavalheiro Em Notícias Atualizada em 26 AGO 2020 - 12H33

Como a vocação de Abraão pode me ajudar a ser uma pessoa de fé

Ninguém está sozinho na vocação. Basta olhar para a história dos grandes profetas bíblicos e ver que muitos deles eram pessoas comuns com defeitos, dúvidas e medos, que conseguiram amadurecer sua vocação e hoje nos inspiram e encorajam a crescer na fé e nas decisões da vida.

Um desses exemplos foi Abraão, a quem chamamos ‘Pai na fé’. Ele tem esse nome porque foi o primeiro a acreditar em um Deus uno, quando em sua época era comum a crença em vários deuses.

Shutterstock.
Shutterstock.
Abraão é impedido de sacrificar seu filho no último momento.



Como todos nós, Abraão tinha seus projetos, sua vida, família, e de repente Deus o convida a sair de sua terra e deixar suas tradições para ir para uma terra desconhecida, porém uma Terra Prometida. Nesta terra ele seria o pai de uma nação incontável tal como as estrelas do céu.

:: O Povo de Deus, povo peregrino

Num primeiro momento, seria irresistível para Abraão ir para esta terra, mas ele já tinha lá seus 75 anos. E ainda tinha outra questão que poderia fazer com que fosse difícil para Abraão acreditar em Deus. Afinal, como ele iria ter uma grande descendência, se ele nem tinha filhos com Sara, sua esposa, que era estéril, e sendo ambos já idosos?

Foi aí que Deus então concedeu que Sara tivesse um filho, mesmo na velhice, e esse filho se chamou Isaac.

“A sua descendência será mais numerosa do que as estrelas do céu”, foi o que disse Deus a Abraão (cf. Gn 15,5).

Leia MaisO que posso aprender sobre negação e confiança com a história de MoisésEm outro momento, Deus provou ainda mais o amor de Abraão, quando pediu que ele entregasse seu filho em sacrifício.

Ele obedeceu, mesmo com dor em seu coração de pai. No exato momento em que ia matar Isaac, Deus interveio para dizer que já havia provado ao extremo sua fé.

Hoje, Deus não nos pede nenhum sacrifício como este que pediu a Abraão, mas de outras formas.

No caminho da descoberta de nossa vocação, ou mesmo na caminhada enquanto cristãos, é fundamental ficar atento ao que Deus nos pede. Se por um lado pode parecer um "sacrifício", temos que aprender a confiar em Deus, porque Seus planos para nós são sempre amparados no amor. Basta rezar e confiar. 

Abraão teve que enfrentar muitas provações e dificuldades, mas só assim pode formar uma nação santa!

E você conhece alguém que nos dias de hoje demonstra tanta fé como Abraão? Conte aí nos comentários pra gente! 

Esta reflexão foi baseada no livro "Descobrindo a minha vocação - Acompanhamento Vocacional - 2ª Etapa", de autoria do missionário redentorista padre Geraldo de Paula Souza e Irmã Sandra de Souza do Instituto Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus.

O livro faz parte de uma série de três volumes: "Despertando a minha vocação - Acompanhamento Vocacional - 1ª Etapa" e "Respondendo a minha vocação - Acompanhamento Vocacional - 3ª Etapa".

A série pode ser adquirida no site da Editora Santuário.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.