Por Elisangela Cavalheiro Em Notícias Atualizada em 30 JAN 2019 - 14H30

Igreja redentorista na região amazônica enfrenta grandes desafios evangelizadores

Pobreza, tráfico de drogas, tráfico humano, prostituição e grandes distâncias são os desafios que enfrenta a Paróquia Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizada na capital Macapá, no Amapá, região Norte do Brasil. 

Padre Benedito Chaves dos Santos, Missionário Redentorista, que mora há quase três anos na paróquia, conta que a província de Porto Alegre (RS) assumiu o trabalho nessas terras há cinco anos. Não é a primeira comunidade na região amazônica assumida pela província. Desde 1991, os missionários trabalham em Belém do Pará, onde já colheram inúmeros frutos. 

Arquivo pessoal.
Arquivo pessoal.
Padre Benedito Chaves, Missionário Redentorista, pároco em Macapá.


A Paróquia Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro fica às margens do rio Amazonas, no bairro Perpétuo Socorro, que também é chamado de 'P.Help'; é um dos mais antigos da cidade. Ele está localizado na periferia, embora esteja a apenas 15 minutos do centro da capital. Já a igreja surgiu na década de 70 e marcou a história local.

Padre Benedito conta que muitas famílias da paróquia vivem em estruturas de palafitas em áreas alagadas, espécies de mangues, que ficam na parte baixa da cidade. "A paróquia está localizada em uma realidade bastante desafiadora, em lugares que nós chamamos de insalubres, porque estão em regiões alagadas, onde encontramos pessoas vivendo em situação de risco, especialmente, crianças e jovens", disse em entrevista ao A12

Shutterstock.
Shutterstock.
Casas de madeira às margens do rio Amazonas, em Macapá.


A pobreza, entre outros dramas sociais vividos pela população, faz surgir realidades ainda mais desafiadoras, explica o padre. "A realidade do tráfico de drogas, a violência na própria casa, o tráfico humano e a prostituição são realidades que enfrentamos e que nos desafiam a trabalhar, não somente o aspecto religioso, mas também oferecer à população um trabalho de resgate", ressalta o missionário. 

Para oferecer oportunidades às crianças e aos jovens, a paróquia realiza algumas ações como a dança de capoeira e o reforço escolar, entre outras. "É um trabalho de formiguinha, como dizem, mas aos poucos a gente vai percebendo que ele vai se alastrando, porque o nosso maior desafio é atingir a família", afirma padre Benedito. 

Grandes distâncias

O forte no trabalho desenvolvido pela Paróquia Santuário são as missões itinerantes e a Novena do Perpétuo Socorro realizada semanalmente. Além do padre Benedito, outros dois missionários auxiliam no exaustivo trabalho paroquial. 

:: Conheça o significado e saiba como rezar a Novena do Perpétuo Socorro

Ao todo, a paróquia possui 54 comunidades, sendo cinco na área urbana, outras 16 às margens do rio Amazonas, nas comunidades ribeirinhas próximas de Macapá, e mais 33 que ficam no Arquipélago de Bailique, distante 180 quilômetros da capital. Com acesso apenas fluvial, a viagem da capital ao arquipélago dura, em média, 12 horas de barco. 

"Nós estamos num lugar bastante desafiador. A Amazônia é uma atração mundial. Muitos a olham apenas pelo aspecto turístico, com suas belezas naturais, animais, comunidades indígenas, e lá tem tudo isso! Mas tem também gente que está lutando e vivendo em condições difíceis", reflete.

Google.
Google.
Igreja matriz da Paróquia Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.


Em 2019, a Igreja vai realizar o Sínodo da Amazônia. O objetivo, segundo o Papa Francisco, é encontrar novos caminhos para a evangelização nessas terras

:: Saiba mais sobre o Sínodo da Amazônia

O que anima Padre Benedito em sua missão é que, mesmo com tantos desafios, existem muitos leigos dispostos e animados. "Embora seja um desafio bastante grande, ao mesmo tempo nos traz alegria, porque nós encontramos pessoas disponíveis para ajudar nessa tarefa evangelizadora e de resgate do povo de Deus", finaliza. 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Elisangela Cavalheiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.