Jubileu da Presença Redentorista em Aparecida

125 anos na terra da Padroeira do Brasil e 75 anos da Província de São Paulo

Gratidão e Esperança
Gratidão e Esperança

Os Redentoristas presentes em São Paulo celebram em outubro um duplo jubileu. A primeira festividade recorda os 125 anos da chegada dos pioneiros alemães em Aparecida, e a segunda lembra os 75 anos da criação da Província de São Paulo, que se configura hoje como a maior do Brasil.

As duas recordações evocam dois sentimentos: gratidão pelo passado e esperança pelo futuro. 

A celebração conta com Tríduo Jubilar nesta quinta, sexta e sábado (17, 18 e 19 de outubro), com atividades para os missionários e também para toda a comunidade aparecidense. A programação se concentra na maior parte do tempo no Seminário Santo Afonso, espaço que marca essa história mais que centenária.

Na quinta, 17, a atividade que recebeu o nome de Noite Histórica rememorou os passos da caminhada provincial. O superior provincial, padre Marlos Aurélio deixou aos religiosos duas palavras: a primeira recuperando a história e a segunda de ânimo e esperança para o futuro da província, motivado já pelo espírito da reestruturação.

Thiago Leon
Thiago Leon
Noite Histórica no Seminário Santo Afonso abriu comemorações do Jubileu Redentorista


Testemunhos de alguns missionários também foram partilhados neste momento. A Orquestra Pemsa do Santuário Nacional abrilhantou o momento trazendo canções clássicas e hinos redentoristas alegremente entoados pelo padre Ronoaldo Pelaquin, Irmão Alan Zuccherato e músicos do Santuário.

Na manhã de sexta, 18, os missionários se reuniram novamente no Seminário, desta vez para homenagear os “Pais da Província”. Urnas funerárias de quatro missionários pioneiros foram recebidas no altar: padre Gebardo Wiggermann, Irmão Bento Hiebl, Irmão Simão Corbiniano Veicht e padre Valentim Von Riedl. O momento contou ainda com uma exortação do padre Domingos Sávio.

Elisangela Cavalheiro
Elisangela Cavalheiro
Urnas funerárias de quatro pioneiros alemães foram apresentadas no ato celebrativo da manhã, em homenagem a todos os demais pioneiros.


Na sequência, todos seguiram para o
Auditório Padre Geraldo Pires no Seminário, cujo nome homenageia o primeiro superior provincial da Unidade paulista. Ali uma mesa redonda com o tema 'O antes e o agora de nossa Província' trouxe os missionários para uma partilha sobre as frentes de atuação tendo como princípio a recuperação da história e apresentação de frutos do tempo presente herdados pelos pioneiros.

No período da tarde, a partir das 15h30, na Praça da Basílica Velha  o ato celebrativo reuniu os missionários e o povo aparecidense presente. Com a leitura de textos históricos foram revelados os sentimentos e o espírito desses homens de fé, seu amor pelos pobres, sua solicitude ao povo de Deus, seu imenso amor a Mãe Aparecida. 

Esse momento de iluminação foi preparado pelos padres Arcanjo Valdivino e Vinícius Ponciano, entre outros missionários. Padre Marlos Aurélio também tomou a palavra nesse momento falando da alegria por tudo o que Deus pode realizar desde a chegada dos missionários bávaros até a atualidade. 

Continuando o ato dentro da Basílica, todos os padres e irmãos foram convidados a se aproximar do Altar e ali cantar a Salve Rainha em latim, como forma de homenagem e entrega amorosa à Maria. 

Thiago Leon
Thiago Leon
Padres e irmãos redentoristas entoam a oração da Salve Rainha em latim.


Logo após, o grupo seguiu em procissão pela Passarela da Fé. Munidos da famosa "boquinha", o microfone das Santas Missões, todos foram em direção ao Santuário Nacional para uma Missa Solene alusiva à celebração do duplo jubileu redentorista.

A celebração foi presidida pelo arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes, e concelebrada pelo Governo Provincial e missionários de todas as comunidades religiosas. Entre eles, foi destaque a presença do padre Rogério Gomes conselheiro geral da Congregação e padre Gianni Congiú superior da Casa Geral de Roma, que veio representando a Conferência Redentorista da Europa. 

Na entrada da imagem de Nossa Senhora Aparecida, dois carros andores emocionaram a assembleia. O primeiro trazia um missionário dentro de um barco a vapor, simbolizando o meio de transporte que trouxe os pioneiros bávaros. O segundo, com a imagem de Aparecida, trouxe outro missionário, e nele simbolizados todos os que nestes 125 anos dedicaram suas vidas para difundir as bênçãos da grande intercessora e Madre Provincial. 

Na homilia, o arcebispo disse que este era um momento de grande comemoração pela história da graça de Deus e da Copiosa Redenção em Aparecida. "Ação de graças pela missão redentorista que nos trouxe a fé, o amor a Jesus Cristo, a devoção a Maria e o ardor missionário", frisou.

O bispo enfatizou ainda que um presente que poderia ser dado aos missionários redentoristas nesta ocasião seria o seguimento de seu compromisso fundacional: 

"Romeiros, colaboradores e Igreja no Brasil missionária. Este é o presente que queremos oferecer a vocês diante dessa dádiva que é o carisma redentorista para o mundo inteiro", disse. 

Aos religiosos, Dom Orlando deixou esse pedido: "Santo Afonso dizia que a Congregação é a continuação da Redenção e para ele Redenção era amor. Então, continuai sempre sendo a continuidade do amor", acrescentou. 

Ao final da celebração, três junioristas trouxeram terra, sementes e água simbolizando a semente que caiu em terra boa e frutificou. 

O momento final ainda reservou uma surpresa: uma mensagem do Superior Geral da Congregação, padre Michael Brehl. A leitura foi feita pelo padre Rogério Gomes. Em sua carta, a celebração de tantas conquistas e um sentimento diante do futuro da província. 

"Com estes jubileus se encerra um ciclo que deu muitos frutos e, de agora em diante, inicia-se uma nova etapa com o processo de se reestruturar e se reconfigurar para a missão. O sopro do Espírito neste novo tempo nos provoca e nos convida a colocarmos “vinhos novos em odres novos” e a lançarmos as redes em águas mais profundas em obediência à palavra do Senhor. Exige-nos disponibilidade, fidelidade criativa, perseverança, vida mística e a coragem dos nossos santos, mártires, beatos redentoristas e dos pioneiros que aqui chegaram. Não tenhamos medo de nos renovarmos e sermos uma Congregação e uma nova Província em saída", escreveu o superior geral. 

:: Leia a carta na íntegra

Thiago Leon
Thiago Leon
Missionários posam ao final da missa solene.


A missa das 18h foi transmitida ao vivo na fanpage da província e pode ser assistida na íntegra no canal do YouTube. Toda a cobertura acontece nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Reveja a celebração:


Encerramento
Encerramento

O encerramento do Tríduo Jubilar ocorreu no sábado, 19, com uma Celebração em Ação de Graças reunindo os religiosos da província na capela do Seminário Santo Afonso. 

O ato celebrativo reuniu os religiosos para um último momento da celebração do tríduo jubilar. Com o coração agradecido os missionários ergueram um brado de alegria e satisfação por tudo o que a congregação vivenciou nestes últimos 125 anos e o dom da Redenção que os trouxe até aqui. 

Palavras breves do padre Rogério Gomes, padre Gianni Congiú e padre Marlos Aurélio, reforçaram ainda mais o sentimento de confiança em direção ao futuro da província e ao constante compromisso com o anúncio da boa nova aos mais abandonados, os preferidos de Afonso.

Com a Madre Provincial, Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora de Altötting, o Governo Geral abençoou os missionários confiando a sua vocação e missão. 

Toda a cobertura pode ser conferida nas nossas redes sociais:  Facebook e Instagram, com flashes de todos os momentos do Tríduo Jubilar. 

Confira abaixo o vídeo de Melhores Momentos: 


Leia Mais1944: Nasce a Província Redentorista de São Paulo125 anos dos Redentoristas em AparecidaOs missionários da Baviera: de Altötting para AparecidaSemelhanças entre a Virgem de Altötting e Nossa Senhora AparecidaConheça o hino oficial dos Jubileus Redentoristas

Redentoristas e Aparecida
Redentoristas e Aparecida

Os textos, fotos, artes e vídeos do A12 estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. 
Não reproduza o conteúdo em outro meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa do A12 (contato@a12.com).

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.