Por Redentoristas Em Redentoristas Atualizada em 27 FEV 2018 - 16H17

Oblatos Redentoristas: colaboradores da obra de Santo Afonso


Os Oblatos Redentoristas são pessoas que conhecem a Congregação do Santíssimo Redentor e colaboram de alguma forma com sua missão. 

Podem ser oblatos redentoristas leigos, leigas, casados, solteiros, padres diocesanos, religiosas de outras congregações e até bispos. 

Os oblatos fazem parte da Família Redentorista e para receberem este "título" precisam ser reconhecidos pelo Governo Geral, em Roma. 

 

Os oblatos devem ser pessoas cristãs, católicas, que buscam com sinceridade e honestidade viver a sua fé, de acordo com a espiritualidade redentorista.

Os oblatos podem ajudar em algum serviço voluntário, trabalhos pastorais ou com ajuda econômica. O mais importante é que colaboram e apoiam por amor a missão da Congregação. 

Os oblatos devem ser pessoas cristãs, católicas, que buscam com sinceridade e honestidade viver a sua fé, de acordo com a espiritualidade redentorista, além de desejar contribuir diretamente com sua ação pastoral e evangelizadora. 

Oblatos e leigos redentoristas 

A figura do oblato redentorista existe muito antes dos leigos redentoristas, que surgiram com o 21º Capítulo Geral, em 1991. A missão de cada um é distinta e não competem entre si. Ambos têm o seu papel bem definido na Congregação do Santíssimo Redentor. 

Entrega de títulos

Este ano algumas pessoas da Província de São Paulo receberam ou irão receber o diploma de oblatos redentoristas. Entre esses, três religiosas na Paróquia Nossa Senhora da Esperança, em Sapopemba, São Paulo neste sábado (20): Terezinha de Lurdes Bosco, Maria de Lourdes Toledo da Silva e Marilda de Camargo. Já no próximo domingo (28), três leigos da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Jardim Paulistano, em São Paulo, receberão essa distinção: Luiz Gonzaga Bertelli, Laura Maria Gumerato Cominato e Maria José Vieira Campos Machado. Recebeu o título ainda a leiga, Rita de Cássia Braga, da Matriz Basílica de Aparecida.  

Laura Maria, leiga engajada em várias pastorais e voluntária em inúmeras obras sociais em São Paulo, recebeu com surpresa a indicação para receber o reconhecimento da Congregação Redentorista pelos seus trabalhos junto à paróquia do Jardim Paulistano. Para ela receber este título é um estímulo para perseverar nessa missão. 

"Vivo o carisma dos missionários há muitos anos e mais do que nunca peço a intercessão de Santo Afonso de Ligório para que eu prossiga e persevere nesse caminho que sempre me fez e me tornou uma pessoa melhor. Aprendi e continuo aprendendo que as dificuldades, obstáculos e vitórias, na verdade sempre foram verdadeiras graças de Deus para seguirmos em frente naquilo que Ele quer que façamos em prol de nossos irmãos. Modestamente, espero fazer jus a essa distinção e agradeço a todos que direta ou indiretamente me ajudaram e contribuíram para que isso acontecesse", afirmou ao A12.com.

4 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Redentoristas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.