Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 09 MAR 2020 - 09H05

Romeiros da Filadélfia (EUA) visitam o Santuário de Aparecida

Cerca de 30 romeiros vindos da Filadélfia, cidade na Pensilvânia, nos Estados Unidos, acompanhados do missionário redentorista padre José Luiz Queimado, estiveram no Santuário Nacional de Aparecida na manhã deste sábado (07). O grupo, que pertence a um lugar de peregrinação redentorista na Filadélfia, visita pela primeira vez a Casa da Mãe Aparecida.

Desde o dia 02 de março, o grupo está peregrinando no Santuário, conhecendo os diversos pontos turísticos, participando de programas na TV Aparecida, e conhecendo a devoção brasileira. Neste sábado, o grupo participou da sua primeira missa no Altar Central. 

O Diácono João, nascido em Portugal, vive há mais de 35 anos nos Estados Unidos, e também visita pela primeira vez o Santuário Nacional. Ele disse ao A12 que a devoção brasileira é carregada de muita alegria e se manifesta em muitos gestos. 

"Estou sendo muito acolhido na cidade da Rainha do Brasil, que também é nossa Mãe, estou muito alegre por conhecer este santuário, onde a devoção se manifesta de um jeito muito feliz. Que ela, Nossa Senhora Aparecida, abençoe a todos, para que todos possam levar uma vida sorridente!", assinalou. 

 Veja algumas fotos da visita dos romeiros ao Santuário: 

A missão redentorista na Filadélfia atua no acompanhamento pastoral de paroquianos de diversas nacionalidades, especialmente brasileiros, portugueses e outros falantes da língua portuguesa e, nesse contexto, enfrenta a realidade da migração. O país carrega em si o "sonho americano" de uma vida melhor e atrai muitas pessoas. No entanto, nesse processo, muitos são os que vivenciam dramas diante do preconceito, diferenças culturais, entre outras situações num país estrangeiro. 

Padre Queimado falou em sua homilia sobre essa realidade: 

"Falando um pouco da minha caminhada e experiência nos Estados Unidos com os imigrantes: É um povo perseguido e, muitas vezes, escravizado, muito diferente do que nós pensamos, talvez. É um povo que sofre humilhação, preconceito, saudade, a dor da distância da sua família. Por isso, a Bíblia sempre protege esses mais abandonados: a viúva, o órfão e os estrangeiros", frisou, recordando o Evangelho deste dia. 

O redentorista reforçou, ainda, que a maior Igreja do país é a Católica, compreendendo como única Igreja; obviamente, somadas às diversas igrejas protestantes, o número de fiéis é maior. Contudo, padre Queimado quis dizer sobre como os católicos tem contribuído para amenizar a dor de tantos imigrantes em seu país.

"Nos Estados Unidos, as pessoas esquecem que elas também foram estrangeiras, que elas também sofreram no passado, seus familiares e seus antepassados. Neste país com mais de 80% de cristãos, mais de 70 milhões de católicos, a maior Igreja dos Estados Unidos é a Católica, sendo Igreja única. E como pode tanta humilhação e tanto preconceito contra o imigrante? Um país que é cristão e não escuta o Evangelho de hoje!", disse o missionário redentorista.   

No grupo estavam romeiros que falavam inglês e espanhol, além do português, já que ali também estavam brasileiros. Após a missa, o grupo ainda foi entrevistado pela TV Aparecida, e depois continuou a sua peregrinação. 

:: Conheça mais sobre a vida de São João Neumann, o primeiro missionário redentorista da América

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.