Notícias

Virtude do Mês: Oração

Irmão André Luiz recorda a máxima de Santo Afonso: "Quem reza se salva, que não reza se condena"

Escrito por Ir. André Luiz Oliveira, C.Ss.R.

16 NOV 2021 - 10H05

Shutterstock padre-sacertode-oracao (Shutterstock)

O ideal de santidade nos motiva a viver a virtude desse mês. Com a Solenidade de todos os Santos, a Igreja nos convida a viver a santidade.

Para alcançar a santidade, é preciso rezar sempre e a oração é um meio eficaz de salvaçãoSobre o tema da oração, Santo Afonso, em 1757, escreveu o livro: A oração. E essa obra de caráter espiritual que irá nos iluminar na vivência da Virtude deste Mês.

Muitos são os motivos que levam as pessoas a rezar. Muitas pessoas encontram consolo para as suas angústias nas orações.

Em todas as religiões e culturas, existem formas e rituais de preces, também chamadas de oração. Todas elas estão ligadas a proximidade com a divindade.

Leia MaisReze a oração do missionário redentorista

Acredita-se que pela oração alcançamos o sobrenatural. Para nós católicos, a oração, é o grande meio de salvação. É a forma que possuímos para entrar em contato com nosso Redentor.

A oração é uma oportunidade de conversarmos com Deus e expor nossas necessidades, apresentando nossa gratidão, ou simplesmente, nutrindo nossa amizade com Deus.

A oração nunca deve ser compreendida como um fardo, ou mesmo, uma obrigação, ou pior ainda: troca.

Oração é diálogo de amor, é o meio que eu tenho para estreitar minhas relações com o meu Criador.

A oração é a linguagem de Deus! É o que nos fala Santo Afonso:

“A oração é uma âncora segura para quem está em perigo de naufragar, é um tesouro imenso de riquezas para quem é pobre, é um remédio eficaz para os enfermos”. 

Muitos pensam que oração é alguma forma de imposição feita pela Igreja. Rezar é muito mais do que preceito, quem reza por obrigação, não reza, barganha!

Há muitas formas de oração: vocal, mental, petição, agradecimento, desagravoMais do que fórmulas é preciso afeição, rezar é expressar meus sentimentos a Deus.

Veja o que disse, por exemplo, o filósofo Aristóteles sobre a oração:

“Aquilo que se torna habitual vira, por assim dizer, parte de nossa natureza”. 

Então, a oração deve ser uma prática constante em nossa vida, tem que ser um hábito e se tornar parte de nós e da nossa natureza.

Shutterstock/ Perfect Wave
Shutterstock/ Perfect Wave
Para Santo Afonso, a oração está ao alcance de todos e rezar é um dom de Deus


A oração me permite comunicar com Deus, por ela podemos entrar em comunhão com a Trindade. Não nos esqueçamos que o próprio Jesus nos recomendou a prática da oração, no Evangelho de São Lucas:

“É preciso rezar sempre e nunca deixar de fazê-lo” (Lc 18,1).

Santo Agostinho nos adverte:

“A oração é o encontro da sede de Deus e da sede do homem”. 

Todos temos sede do divino, do celestial, daquilo que a mente humana não é capaz de comportar em sua totalidade. A oração é a respiração da alma, é a forma para falarmos com Deus.

Devemos ter em mente o poder da oração, que pode modificar situações, transformar realidades e curar enfermidades. Lembremos, por exemplo, da história de José do Egito, que após rezar, teve sua vida modificada em 24 horas, passando de escravo a governador do Egito.

Leia MaisVirtude do Mês: Recolhimento de EspíritoCinco virtudes inspiradoras de Maria para viver a vocação

Este poder fica evidente nas palavras do escritor português Eça de Queiroz:

“Quem não conhece o poder da oração, é porque não viveu as amarguras da vida!”.

Toda oração traz consigo o poder do sentimento, a força da alma angustiada e a emoção do coração esperançoso.

Há momentos em que o vazio e a frieza não nos permitem rezar, parece que somos tomados por uma apatia, que nos impede de erguer os olhos para os céus e mover nossos lábios, balbuciando algumas preces.

A disposição para a oração surge do reconhecimento de nossa necessidade de amar a Deus, a virtude da humildade nos permite perceber que somos necessitados de Deus.

Para rezar bem é preciso recolhimento e criar um ambiente propício que favoreça o silêncio, a interiorização e a disposição de amar a Deus. Não é a quantidade, mas a qualidade das nossas orações que agradam a Deus.

Thiago Leon
Thiago Leon
A oração é a respiração da alma, é a forma para falarmos com Deus


uma máxima de Santo Afonso muito conhecida:

“Quem reza se salva, quem não reza se condena”.

Ele também disse: “pela oração, nos destes a chave de todos os vossos divinos tesouros”.

Para Santo Afonso, a oração está ao alcance de todos e rezar é um dom de Deus, pois é pela graça que podemos nos dirigir ao Pai.

Tanto que o próprio Jesus nos ensinou uma oração: o Pai nosso, súplica que contém o essencial para a vida humana: o Reino, o pão e o perdão

A oração é o grande meio de salvação, nunca nos esqueçamos: rezar sempre resolve!

Vamos agora rezar a oração de Santo Afonso para viver bem a virtude de novembro:

Oração

                    Ó Jesus, meu divino modelo, enchei o meu espírito de vossas luzes e o meu coração de vosso amor.

                    Dai-me o espírito de oração; a oração seja a alma da minha vida, seja o meu refúgio e a minha consolação no meio das minhas penas, e seja eu todo vosso pela                     oração, ó Jesus, meu amável Salvador, no tempo e na eternidade.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ir. André Luiz Oliveira, C.Ss.R., em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.