Por Pe. Eduardo Catalfo, C.Ss.R. Em Notícias

A vocação de ser um bom pai


Reprodução
Reprodução


O mês de agosto, segundo uma longa tradição pastoral da Igreja, é sempre o mês especialmente escolhido para celebrar o chamado, a escolha, a vocação que Deus mesmo dirige a cada um de nós. Temos uma missão muito especial na Igreja. É o próprio Senhor que nos elege e nos consagra para o serviço de anunciar ao Irmão mais próximo o Evangelho da Esperança. Todos nós que fazemos parte do Terço dos Homens recebemos de Deus a missão de cuidar da nossa família! Essa é nossa vocação e, carinhosamente, assumimos esse compromisso de fazer do nosso lar um pedacinho do Céu.

Conservamos o testemunho vocacional de homens e mulheres que acolheram o chamado de Deus e que ainda hoje nos inspiram. Todo profeta, mesmo sabendo que enfrentará dificuldades no cumprimento da própria missão, responde com generosidade: “Eis-me aqui, Senhor. Envia-me!” Maria responde decididamente ao convite do Anjo Gabriel: “Faça-se em mim segundo a tua palavra!” São Francisco de Assis coloca-se ao serviço do Evangelho com simplicidade e coragem: “O que queres que eu faça, Senhor?” São Geraldo Majella, nosso querido irmão redentorista, escreve na porta do seu quarto: “Aqui se faz a vontade de Deus, como e até quando Ele quiser!”

A vocação de comunicar verdade, justiça e paz

Como membros do Terço dos Homens, temos uma missão decisiva no coração da Igreja. Somos chamados a construir a comunicação para a verdade e para a paz. Nosso primeiro anúncio, à semelhança do que fizeram os discípulos de Jesus logo após a sua ressurreição, é comunicar com alegria que o Senhor ressuscitou verdadeiramente. Num mundo marcado por tantas mentiras e ilusões, nossa vocação é comunicar a esperança e a alegria de pertencer à família de Deus.

Como Família, somos chamados a construir gente

Somos a Família dos Homens do Terço e os pobres são nossos irmãos queridos. A fé, se não se traduzir em obras, é uma fé vazia e morta em si mesma, como ensina a carta de Tiago (Cf. Tg 2,14-26). Não vamos abandonar os pobres. A vocação do Terço dos Homens é construir vidas através da oração, promover esperança e fazer deste mundo um lugar melhor e mais feliz para todos, especialmente para os mais pobres.

Nosso amor a Nossa Senhora Aparecida é, sobretudo, um amor apaixonado pela Palavra de Deus. Nosso primeiro amor sempre vai ser a justiça do Reino anunciado por Jesus de Nazaré. Conforme lembra o tema da novena e festa de Nossa Senhora deste ano, na companhia de Maria, em Família, revestir-se da Palavra de Deus é o nosso maior desejo.

A Fachada Norte do Santuário de Aparecida vai retratar a história de Moisés, o grande líder do Antigo Testamento, que foi chamado por Deus para libertar da escravidão o povo eleito. A história de Moisés nos faz pensar que todos temos uma vocação, recebida do próprio Deus. É o Senhor que nos convida a pertencer à Família dos Homens do Terço. Viva com entusiasmo a vocação de ser um bom pai de família!

Parabéns aos Homens do Terço que receberam a graça da paternidade!

Padre Eduardo Catalfo, C.Ss.R.
Reitor do Santuário Nacional de Aparecida

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Eduardo Catalfo, C.Ss.R., em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.