Notícias

CF 2021: A urgência do diálogo na família, na Igreja e na sociedade

Dom Orlando Brandes (Thiago Leon)

Escrito por Dom Orlando Brandes

15 FEV 2021 - 07H00

Shutterstock/Rawpixel.com Diálogo, conversa (Shutterstock/Rawpixel.com)

Alegremo-nos irmãos e irmãs, pois a Quaresma nos convoca para uma maior conversão e a Campanha da Fraternidade (CF), por ser ecumênica, é um convite para a unidade dos cristãos. Sim, é necessária a conversão para a santidade, para a fraternidade e para a unidade.

O tema da CF é belíssimo, necessário e urgente: “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor”. Quanta riqueza espiritual, pastoral e social está contida neste tempo. Assim, poderemos proclamar e viver o lema: “Cristo é nossa paz: do que era dividido fez uma unidade” (Ef 2,14).

Necessitamos da formação e conversão para o diálogo. É urgente o diálogo na família, na Igreja, na sociedade. Pelo diálogo, haveremos de superar a indiferença, o fechamento, a intolerância. Jesus é o Diálogo (Verbo) que se fez carne. Toda a história da salvação é um diálogo de Deus com seu povo. Um diálogo amigo, uma Palavra amiga, uma Aliança da Amizade.

Seja a Quaresma vivida com fraternidade, muita unidade, constante diálogo. Assim, estaremos vivendo o mandamento de Jesus: “Pai que todos sejam um” (Jo 17,21).

As religiões ligam a humanidade com Deus e reúnem as pessoas em comunidade. Estimulam a adoração de Deus e nos irmanam. Todas as religiões têm grupos fanáticos, sectários, fechados, que distorcem os ensinamentos retos e positivos das religiões. Por isso, as religiões precisam sempre de conversão, renovação, reforma e purificação.

Jesus ao despedir-se deste mundo rezou: “Sejam perfeitos na unidade e o mundo reconheça que me enviaste” (Jo 17,23). A Campanha da Fraternidade Ecumênica quer obedecer a este mandato de Jesus, e assim, dar crédito à pregação do Evangelho e superar o escândalo da divisão perante o mundo.

Soou a hora da unidade, do diálogo, da fraternidade. Peçamos ao Espírito Santo a graça do encontro, por meio do diálogo. Dialogar é sair de si, confiar no outro, aproximar-se. Dialogar é dizer a verdade com caridade. Isso cria pontes, facilita a reconciliação e a confraternização. Dialogar é dizer o amor, sem dominar, sem invadir, sem agredir. O diálogo constrói, oferece soluções, ilumina decisões. Salve o diálogo e o diálogo te salvará.

 Boa Quaresma, ótima e frutuosa Campanha da Fraternidade.

Escrito por
Dom Orlando Brandes (Thiago Leon)
Dom Orlando Brandes

Arcebispo de Aparecida (SP)

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Dom Orlando Brandes, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.