Por Marília Ribeiro Em Notícias Atualizada em 17 OUT 2017 - 09H15

Curiosidades das coreografias na novena da Padroeira do Brasil

Novena de Nossa Senhora Aparecida de 1 a 9 de outubro no Santuário Nacional.

Thiago Leon
Thiago Leon
As coreografias e encenações no Santuário de Aparecida são preparadas todos os anos, para dar beleza e valorizar os temas de cada dia da Novena da Festa da Padroeira. Nesse Ano Jubilar, a preparação da equipe de coreografia está ainda mais intensa, para que durante as celebrações da Padroeira em outubro, os devotos possam vivenciar bem as festividades dos 300 anos.

Cerca de 200 voluntários se dedicam desde agosto, nos ensaios das coreografias que serão apresentadas durante a Novena e Festa da Padroeira de 1 a 12 de outubro. Até o fim de setembro, serão mais de 140 horas de ensaio e preparação do corpo de dança.

O grupo conta com a participação de bebês, crianças, jovens, adultos e idosos de até 80 anos. Dentre os voluntários, estão os colaboradores do Santuário de Aparecida e muitos moradores das cidades vizinhas, que dedicam parte do seu tempo para homenagear a Mãe Aparecida.

Este ano as coreografias representarão um pouco da história de Nossa Senhora Aparecida nesses 300 anos, lembrando as pessoas que fizeram parte do tricentenário, as diversas congregações religiosas atuantes na difusão da devoção, o crescimento da devoção, a ação intercessora da Mãe Aparecida e a presença dos missionários redentoristas no Santuário.

Os figurinos e carros andores para as entradas de Nossa Senhora Aparecida são todos confeccionados no próprio Santuário, cerca de 50 pessoas das equipes de serralheria, carpintaria, pintura, elétrica, manutenção e do setor de enfeites trabalham na confecção dos carros. Durante os 12 dias de Novena e Festa, serão 26 carros andores preparados para as entradas especiais junto ao corpo de coreografia.

Entenda o significado das coreografias e dos carros andores na entrada de Nossa Senhora Aparecida, em cada dia da Novena da Festa da Padroeira:


Novena da tarde - O tema ‘Das águas ao nosso coração’ será representado em um carro andor, trazendo a representação de um aquário com vários peixes ornamentais, recordando o encontro da imagem em 1717.

Novena da noite – O carro andor traz a representação de uma canoa com os três pescadores, lembrando a miscigenação cultural da qual o Brasil nasce, apresentando um índio, um negro e um branco.

Também será apresentada as ânforas com as águas dos principais rios, bacias hidrográficas e afluentes do Brasil, contando com presença dos Militares da Marinha, responsáveis pela coleta das águas.




Novena da tarde -
Para enfatizar o tema ‘Das águas à graça batismal’ o carro andor traz uma pia batismal, uma mãe com o bebê vestido de branco (cor utilizada nos batizados como sinal de vida nova) e um padre, o responsável pela realização do sacramento.


Novena da noite –
Um carro com a pomba, símbolo do Espírito Santo recebido no sacramento do batismo, trazendo uma mulher grávida vestida de branco e atrás entram as mães com bebês, representando a entrega de uma nova vida a Cristo.




Novena da tarde -
‘Das águas aos sinais da redenção’ é o tema do terceiro dia da novena. As coreografias lembram a entrega de Maria a Deus e a sua participação na nossa salvação. Por isso, o carro andor traz a uma grande cruz aos pés de Nossa Senhora Aparecida e a frente diversos jovens com camisetas coloridas representando a esperança e a diversidade da juventude.


Novena da noite -
Um carro andor com cubos de legos representam a diversidade da juventude, que mesmo com as diferenças, se completam sob a intercessão de Nossa Senhora Aparecida, que recorre a Deus para a redenção acontecer. Cento e cinquenta jovens, de diversas pastorais da igreja, participarão desse momento especial da celebração que irá refletir o tema ‘Das águas aos sinais da redenção’.


style="width:












Novena da tarde -
No quarto dia da novena, o carro andor traz a representação dos ex-votos, tendo a frente o corpo de coreografia simbolizando os milhares de peregrinos que todos os dias agradecem a Mãe Aparecida pelas bênçãos e graças alcançadas, fazendo referência ao tema ‘Das águas ao encontro dos peregrinos’.

Thiago Leon
Novena da noite – Um carro andor lembrando o interior de uma casa de pau-a-pique, um altar simples, Nossa Senhora e as velas que se apagam e acendem sozinha, recordam o milagre das velas.













Novena da tarde -
Sinais de comunhão, união e misericórdia são as simbologias do carro andor desse quinto dia da novena que tem o tema ‘Das águas aos sinais da misericórdia’, recordando a missão de todos os cristão que é ir ao encontro dos mais necessitados e ser sinal de misericórdia, através da partilha e da doação.













Novena da noite -
Um carro com uma mão maior (pedestal de Nossa Senhora), abaixo muitas mãos espalmadas clamando socorro. À frente, o corpo de dança com estandartes de mulheres de grande fé e que participaram da história dos 300 anos, representando todas as mulheres que são sinais de misericórdia através da ação de Deus. Ex: Irmã Dulce, Irmã Doroth, Nhá Chica, Zilda Arns, Margarida Maria Alves, Irmã Odete que morreu na fazenda esperança, Maria Helena Chartune e Madre Felici, Professora Zilda, Glória Freitas, Maria da Penha, Terezinha Matias, Maria Rosa, Dona Filinha, Chica Oblata, Tia Socorro, Irmã Mirian Kolling, Irmã Elza, Dona Alice Irmandade, Maria de Lourdes Borges Ribeiro.














Novena da tarde -
Um carro andor simbolizando o sol, representa o tema ‘Das águas à luz, que é Jesus’ lembrando Maria que diz: “Fazei tudo o que Ele vos disser”, recordando o compromisso do cristão de ser luz no mundo, nos passos de Jesus.













Novena da noite –
Um carro recria a Capela das Velas, local onde o devoto pede a luz de Cristo e a intercessão de Maria em suas vidas.


Ivan Simas
Ivan Simas








Novena da tarde –
No 7º dia da novena da Padroeira o carro andor representa o tema ‘Das águas à ação libertadora’, trazendo uma mulher negra com venda nos olhos, despertando as pessoas para a necessidade de um mundo sem preconceitos e discriminações.


























Novena da noite –
Recordando a famosa escultura da Pietá do artista Michelangelo, o carro andor dessa noite traz a representação de uma mãe com seu filho morto aos pés da cruz, remetendo a cena do calvário, simbolizando todas as famílias que perdem a juventude para o vício e a violência.

















Novena da tarde -
Para representar o tema ‘Das águas ao acolhimento no amor’, o carro andor desse oitavo dia da novena, traz duas mãos simbolizando o acolhimento que todo cristão encontra em Deus e em Maria, lembrando a acolhida de Nossa Senhora Aparecida ao povo brasileiro.













Novena da noite –
Um carro andor traz um coração que representa o acolhimento de Maria a todo o cristão. Doze meninas representando freiras e pessoas de diversas congregações religiosas participam dessa entrada, lembrando o trabalho de acolhimento, realizado por diversas congregações a serviço dos mais necessitados.














Novena da tarde -
Fazendo memória aos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida o carro andor traz a representação da Matriz Basílica e o Santuário Nacional. Participam dessa entrada, em cima do carro, algumas pessoas que fazem parte da história do tricentenário de Aparecida.













Novena da noite –
No último dia da novena o tema 'Das águas aos 300 anos de bênçãos do céu' será representado nos dois carros andores que recordam a chegada dos missionários redentoristas no Brasil em 1894, responsáveis pela difusão da devoção a Nossa Senhora Aparecida.


49 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Marília Ribeiro, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.