Por Pe. Domingos Sávio da Silva, C.Ss.R. Em Notícias Atualizada em 23 JUL 2020 - 17H14

Jornada Bíblica: Livres para servir a Deus na Aliança

Y.G.Harrison/ Shutterstock
Y.G.Harrison/ Shutterstock


Em Seu imenso amor, Javé libertara Seu povo: “Vós vistes o que fiz aos egípcios e como vos levei sobre asas de águia e vos trouxe a mim” (Ex 19,4). E tudo fazia para que não voltassem para o Egito, abandonando a Ele (Ex 13,17). Pensava coisas grandiosas para Seu povo... se aceitassem a Aliança que ia fazer com eles (19,5).

Deus sonhava alto: “Sereis entre todos os povos meu tesouro particular... sereis para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa” (v.6). Um povo que fosse Seu, sendo santo como Ele, e, qual um sacerdote, fosse Seu missionário a santificar toda a humanidade, divinizando as relações humanas. A primeira resposta do povo alimentava o sonho divino: “Faremos tudo o que Javé disse” (v.8a).

A Aliança seria em grande estilo: Javé diz a Moisés: “Virei a ti numa nuvem escura, a fim de que o povo ouça quando eu falar contigo e também creia em ti sempre” (v.9). Que o povo se preparasse para ela, santificando-se (v.10-11). Entre trovões, relâmpagos, nuvem densa sobre a montanha, som fortíssimo de trombeta, o povo a tremer diante da montanha que fumegava “porque Javé tinha descido sobre ela no meio do fogo” (v.18; cf. v.16-19).

“Então Deus falou, pronunciando todas estas palavras” (20,1). E a primeira palavra era o alicerce de toda a Aliança: “Eu, Javé, sou teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão” (v.2). Que a resposta do povo fosse de gratidão a esse Deus, e jamais de obrigação, medo!

Eis o primeiro mandamento: “Não terás outros deuses diante de mim” (v.3), prostrando-te diante de imagens esculpidas, pois só Ele é que é Deus, e é tão Deus que te tirou do Egito (v.4-5). Só Javé pode te valer, e também por isso, “não pronunciarás o nome de Javé em vão” (v.7a). O nome representa a pessoa, então santifiquem o Nome, não o desrespeitem de modo algum!

:: Jornada Bíblica: experiência evangelizadora a partir da Palavra de Deus

Que Deus maravilhoso! Só estes dois mandamentos relacionados com Ele! Mas, a Aliança feita com Ele, quase na totalidade, será vivida nos relacionamentos entre nós mesmos. Deus Se sente levado a sério na Aliança se vivemos um relacionamento solidário entre nós. Relacionamento que seja como o Seu para conosco, Ele que Se compromete gratuita e incondicionalmente apenas a nos amar!

Assim, “lembra-te do dia de sábado para santificá-lo” (v.8), e o santificamos se, após trabalhar seis dias, descansarmos no sétimo e dermos igualmente descanso aos familiares, servos, estrangeiros, e até aos animais, pois Javé em seis dias criou tudo e no sétimo descansou (v.9-11). A seguir, “honra teu pai e tua mãe!”, garantia de vida longa na terra que Deus irá dar ao povo (v.12).

Depois, “não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não darás falso testemunho contra teu próximo, não desejarás a mulher de teu próximo, e não cobiçarás a casa de teu próximo nem seu servo, sua serva, seu boi, seu jumento nem coisa alguma que lhe pertença” (v.13-17).

Em poucas palavras, que ninguém faça mal algum a seu próximo! Imitem a atitude única e exclusiva de Deus para conosco, vivam como Sua imagem e semelhança, que é Seu grande sonho ao nos criar (Gn 1,26-27).

O temível da Aliança: trovões, relâmpagos, som da trombeta, montanha fumegando, povo tremendo à distância, era o recurso menor de Deus: Ele “veio para vos provar e para que seu temor permaneça em vós, a fim de que não pequeis” (Ex 20,20). O recurso mesmo d’Ele é Seu amor gratuito, que sempre nos precede. Mas, não querendo perder ninguém, recorre mesmo ao que não está em Seu coração, que é o temor, o medo!

A aliança, se vivida, fará do povo o missionário de Deus em favor das nações: “sereis para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa” (19,6). É o sonho de Deus também para nós, Seu povo nos dias de hoje!

Para refletir:

1. Na Aliança do Sinai, o que Deus queria mesmo para Seu povo?

2. Hoje somos Seus parceiros de Aliança: o que Ele espera de nós?

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Domingos Sávio da Silva, C.Ss.R., em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.