Notícias

O canto litúrgico para elevar a esperança em tempos de pandemia

Escrito por Santuário Nacional

18 MAR 2021 - 09H42 (Atualizada em 18 MAR 2021 - 10H53)

Thiago Leon

A Semana Santa é o tempo em que a igreja nos convoca a reviver o Mistério da Salvação pela Morte e Ressureição de Jesus Cristo. O período é próprio para o recolhimento e o silêncio interior, favorável à experiência pessoal, nessa caminhada com Jesus.

Nestes dias de oração, que se iniciará com o Domingo de Ramos, a música na liturgia deve ajudar os fiéis a vivenciarem e experimentarem o que de melhor cada celebração apresenta. Um diferencial deste ano, a exemplo de 2020, os cristãos ainda são convidados a manterem o distanciamento social e o cuidados com a saúde, por isso, serão muitas as famílias que rezarão estes dias em seus lares, convidadas a transformarem suas casas no Santuário da Palavra.

Thiago Leon
Thiago Leon


Com os fieis rezando as eucaristias de casa, a
celebrações litúrgicas com os seus ritos e músicas, ganham ainda mais significado e importância, dada a distância física do cristão, sedento da presença de Deus, para o fortalecimento na esperança e na confiança.

Mesmo com as nossas igrejas trabalhando com equipes reduzidas na organização das celebrações, o canto costuma ser uma prioridade. A cantora Elaine Guimarães, componente da equipe de músicos do Santuário de Aparecida, lista algumas dicas importantes para os músicos, em atenção às canções na liturgia, especialmente neste tempo de preparação para a Páscoa.

Dica 1: Antes de sermos cantores, músicos, somos cristãos. É importante que façamos um caminho, no estudo da Palavra de Deus e dos ritos próprios para essa semana, principalmente, o Tríduo Pascal, momento singular para a Igreja. Através desse gesto particular, iremos nortear o repertório, para que o mesmo esteja em sintonia com o que será celebrado.

Dica 2: A música na liturgia, auxilia os fiéis a se aprofundarem na vivência das celebrações. Portanto, termos o cuidado para que seja conduzida de forma acessível aos fiéis. Que não sejam meros expectadores, mas participantes. Nesse aspecto, tons adequados para que todos cantem, refrãos mais curtos para facilitar memorizar a letra, de preferência selecionar músicas que já estão no coração do povo.

Dica 3: No contexto atual, trazermos para o repertório, em sintonia com a liturgia do dia ou rito, canções de esperança, fé, acolhida e amor. Mensagens que motivem quem nos acompanha pelas mídias sociais, a também oferecerem no altar de Deus, suas cruzes. Sejam elas, a cruz da enfermidade, a dor da perda de alguém, a dificuldade financeira, a crise familiar, para que essa situação seja transformada.

Busquemos com o nosso canto litúrgico, ajudar os fieis a cultivarem em seus corações a esperança da ressurreição
e a certeza de celebrarmos a vitória do bem sobre o mal.

Fonte: Elaine Guimarães

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Santuário Nacional, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.