Artigos

Mariofanias

Escrito por Academia Marial

05 FEV 2022 - 00H05


Aparecida Lembranças de fé
Aparecida Lembranças de fé

“Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, porque o Todo-Poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o temem”. (Lc 1,48-50)

As palavras de Maria de Nazaré no canto do Magnificat são proféticas. Mas engana-se quem pensa que as gerações a chamarão de bem-aventurada por seus próprios feitos. A humilde serva do Senhor será lembrada de geração em geração porque o Todo-poderoso colocou sobre Ela seu olhar e Nela realizou seus grandes feitos. E é a partir deste momento que Maria de Nazaré se torna a bem-aventurada e bendita entre todas as mulheres. Deus olhou para a humildade de sua Serva, humildade que não busca privilégios, pois se assim o fosse ao exaltar sua humildade a mesma estaria vangloriando-se dela. Os humildes não pensam no resultado de sua humildade e Maria é exemplo disso ao não vangloriar-se dos feitos de Deus em sua vida ao trazer em seu ventre materno o Messias desde sempre esperado.

Maria de Nazaré é a figura por excelência pela qual o autor da vida entra na história dos homens, se faz carne e vem habitar no meio de nós. A mulher simples e humilde de Nazaré ao receber a missão de gerar o Salvador do mundo reconhece ao cantar nos umbrais da casa de Isabel e Zacarias que “o Todo-Poderoso fez grandes coisas em seu favor”. Este reconhecimento de Maria de Nazaré está baseado em sua Fé simples e de total confiança nas promessas de Deus. Sendo mulher do silêncio e que medita tudo em seu coração, Nela as palavras de Deus encontrou existência. Ao honrar Maria como a Mãe de Deus (Theotokos), de geração em geração os homens unem suas vozes à voz de Isabel para louvar e bendizer a figura da escolhida para ser a Mãe do Salvador dos homens: “bendita és tu entre as Mulheres e bendito é o fruto do seu ventre”.

Do meio da multidão uma voz anônima surge como precursora e primogênita das vozes das gerações futuras: “Feliz o ventre que te trouxe e os seios que te amamentaram” (Lc 11,27). Mesmo inconsciente da maternidade Divina, pois, ao proclamar estas palavras, a mulher do Evangelho ressaltava apenas a maternidade corpórea de Maria de Nazaré, ela abria no tempo e no espaço o cumprimento da profecia: “Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada”.

“Mariofanias: Um encontro entre o humano e o divino” é a nossa mais nova série, com o apoio da Academia Marial de Aparecida, que irá percorrer um caminho de Fé e Devoção através das Aparições marianas. A série de artigos retrata a figura de Maria de Nazaré presente na vida do povo de Deus através das Devoções que surgem a partir das aparições. Pelos caminhos das gerações, relatos descrevem encontros sobrenaturais dos filhos redimidos de Deus com a bem-aventurada entre todas as mulheres. Encontros relatados em aparições que mudaram o rumo da história. Imagens encontradas de forma misteriosa e que milagrosamente transformou a rotina de Cidades, Estados e Países. Quadros que vertem sangue, lágrimas, leite e mel e intriga a ciência e a religião. Curas milagrosas relatadas em locais de culto onde pessoas simples do povo afirmam ter conversado com uma figura transcendente.

Talvez o caro leitor esteja se perguntando qual a importância de estudar as aparições marianas e seus efeitos na história e no tempo. É importante saber que as aparições marianas pertencem ao que a Igreja chama de revelações privadas: “Na definição de alguns teólogos, essas revelações consistem em uma “manifestação visível de um ser cuja visão naquele lugar ou naquele momento é inusitada e inexplicável segundo o curso natural das coisas”. Uma vez que não fazem parte do depósito da fé, nenhum católico é obrigado a aceitá-las com o obséquio da fé, embora sejamos docilmente convidados a "discernir e guardar o que nestas revelações constitui um apelo autêntico de Cristo ou dos seus santos à Igreja". Como resume o Catecismo, o papel delas "não é 'aperfeiçoar' ou 'completar' a Revelação definitiva de Cristo, mas ajudar a vivê-la mais plenamente, numa determinada época da história"¹

Religiosos, Teólogos, Mariólogos, Artistas Sacros e Leigos se reúnem para um dos maiores estudos sobre as aparições de Maria através dos tempos. Artigos didáticos e de fácil acesso que nos ajudará a compreender as manifestações da Mãe de Deus ao longo da história da humanidade após sua Assunção aos Céus.  “A Virgem permanece. Estava antes do nascimento dele (Jesus); viveu com ele; esteve ao pé do seu régio sacrifício; e depois continuou no mundo quando o sol que Ela dera à luz estava morto e ressuscitava. Maria se manteve. Essa é a Virgem que aparece desde há séculos. Quem é essa mulher?²” PALACIOS, Isidro Juan


Vinícius Aparecido de Lima Oliveira
Associado da Academia Marial de Aparecida

Bibliografia:

1. CONTEUDO ABERTO IN: Padre Paulo Riacardo - de Fé e Devoção através das Aparições marianas. Disponível em: < https://padrepauloricardo.org/blog/aparicoes-marianas-o-que-sao-e-qual-o-seu-papel-na-vida-crista> Acesso em: 15 dez 2021

2. PALACIOS, Isidro Juan. Aparições de Maria: lenda e realidade sobre o mistério mariano / Isidro-Juan Palácios; tradução de Ricardo Aníbal Rosenbusch. – 2ed. Rio de Janeiro : Record, 1995.

Apresentação de Jesus
Artigos

Festa da Apresentação do Senhor

“O Rei da glória é o Senhor onipotente” (Sl 23/24) No próximo dia 2 de fevereiro de 2023, celebramos a Festa da Apresentação do Senhor. Essa celebração acontece 40 dias após o Natal. Esse acontecimento é narrado no capítulo 2 do Evangelho de Lucas.

Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos
Artigos

Mariofanias - Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos

Em meados de 1681 o conde Philipp de Dietrichstein Siegmund fundou ao Norte da Boémia a pequena aldeia de Philippsdorf. Um lugar místico que atrai ao longo dos anos inúmeros fiéis que peregrinam em busca de Maria Santíssima invocada neste local como Auxílio dos Cristãos. Esta aldeia é o berço da fé e da devoção à Mãe de Deus entre os povos Thecos. No longínquo ano de 1835 nascia em Philippsdorf a vidente Madalena Kade. De família humilde, Madalena, ficou órfã muito cedo e por conta de uma série de doenças muito graves vivia sob os cuidados do irmão Joseph. O irmão Joseph além dos muitos cuidados com a irmã, trabalhava arduamente para sustentar a esposa Cecília e os seus cinco filhos.

Nossa Senhora de Knock (1)
Artigos

Mariofanias - Nossa Senhora de Knock

Aprovação: Em 1936 pelo Arcebispo de Tuam. A comissão investigativa do Dr. Gilmartin retorna um veredicto positivo. No condado de County Mayo, Irlanda, situa-se o Santuário Nacional de Knock. Este não foi somente lugar de uma das aparições da Virgem Maria. Videntes afirmam terem visto além da Mãe de Deus; seu castíssimo esposo São José; o Evangelista João e o próprio Filho de Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Academia Marial, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.